Beleza e segurança no chão

Escolha de piso para áreas externas requer cuidados

Opção deve considerar a resistência do material e o nível de aderência. Especialistas ensinam como garantir charme e evitar acidentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/04/2013 13:09 / atualizado em 07/04/2013 13:28 Júnia Leticia /Estado de Minas
Peças que imitam textura de cimento ou madeira estão entre as mais procuradas. Facilidade de compra e diversidade de produtos estimulam vendas  - Eduardo de Almeida/RA Studio Peças que imitam textura de cimento ou madeira estão entre as mais procuradas. Facilidade de compra e diversidade de produtos estimulam vendas
A escolha do piso para áreas externas, como varanda, piscina, garagens e áreas de lazer, requer cuidados. Mesmo que esses espaços não sejam usados com frequência, aspectos como segurança, durabilidade, manutenção, conforto e estética precisam ser avaliados antes de qualquer decisão. Para uma escolha acertada, vale ficar atento a aspectos como tráfego intenso de carros ou pessoas, necessidade de drenagem da água da chuva ou grande incidência de sol no ambiente.

De forma geral, para áreas externas, a engenheira civil e especialista em decoração Izabel Souki indica o uso de cerâmicas e porcelanatos. No entanto, é preciso cuidado com a segurança. “Esses tipos de revestimentos devem ser antiderrapantes para evitar quedas de pessoas e possíveis consequências de acidentes”, acrescenta.

Outra opção são os pisos chamados cimentícios, que podem ter pedras de diferentes diâmetros na sua superfície, o que os torna antiderrapantes, segundo explica a engenheira. “É preciso prestar atenção na cor dessas pedras, porque como elas ficam na superfície, podem esconder a sujeira que sempre está presente nas áreas externas”, diz Izabel.

A engenheira indica, ainda, o uso de pisos drenantes, que são excelentes porque não deixam a água acumular. Mas, para isso, devem ser assentados sobre banco de areia. “Há opções de pisos com material reciclado. Entre os modelos estão os feitos da reutilização de pneus. São antiderrapantes e podem ser usados com diferentes cores.”

Como alguns pisos externos pedem impermeabilizantes, Izabel Souki diz que é sempre bom consultar a especificação técnica do material ou o fornecedor antes de se decidir. “Para rampas externas, o cuidado deve ser ainda maior. Nesse caso, a aderência do piso ao sapato deve ser alta. Por isso, cada caso deve ser avaliado com cuidado. Uma boa dica é usar um material diferente na rampa do restante do piso.”

SEM ERRO

Para a decoradora Sheila Mundim, os pisos ideais para áreas externas são os antideslizantes nas condições normais de utilização. “Ou seja, quando secos ou molhados. Como exemplo temos os porcelanatos, pedras, cimentícios, granitos e ladrilhos hidráulicos”, cita. Ela destaca os cimentícios que, além de antideslizantes, são atérmicos, “motivo pelo qual são os mais indicados para áreas de piscina, visto que ficam vulneráveis à incidência dos raios solares ao longo do dia. Mas os mais procurados, atualmente, são os porcelanatos, devido ao seu custo/benefício”, comenta.


A arquiteta Maristela Broilo, da loja especializada em acabamentos Bel Lar, afirma que cada ambiente necessita de uma peça especial. “Áreas de piscina, por exemplo, pedem pisos que não escorreguem e que não aqueçam quando expostos ao sol. Os porcelanatos rústicos são ideais para quem deseja compor essas características com o efeito luxuoso conferido por essas peças”.

DRENAGEM

"É preciso ficar atento também à necessidade de pisos antiderrapantes e amortecedores, ideais para casas com crianças" - Marcelo Milagre, diretor da Directa Piedras
As pedras texturizadas, como pastilhas de porcelana rudimentar, pisos com acabamento de cimento queimado, os que imitam madeira e superfícies de alta aderência são outras opções tradicionais, segundo Maristela. Ela destaca, ainda, que os pisos autodrenantes, que possibilitam que a água chegue com facilidade ao lençol freático, estão entre as tendências modernas. “É preciso ficar atento também à necessidade de pisos antiderrapantes e amortecedores, ideais para casas com crianças, idosos ou animais de estimação.” Para quem preferir o uso de pedras, o diretor da Directa Piedras, Marcelo Milagre, destaca o granito, o limestone, o mármore, o travertino e o quartizto. “O importante é o acabamento, sendo o melhor, na minha opinião, o acidado. Entre essas opções, os mais procurados são granitos e travertinos, devido à sua beleza e funcionalidade.”

Liberdade para renovar
Investimento da indústria de revestimento em tecnologia para aperfeiçoar peças ampliou oferta de pisos que imitam texturas de madeira, pedra e cimento a preços mais acessíveis

Com o investimento de profissionais e da indústria na criação e fabricação dos mais variados tipos de pisos, a opção é grande para quem quer renovar a área externa com bom gosto. Mas para que o resultado seja o esperado, cada caso deve ser avaliado conforme o ambiente projetado. “Os tipos mais procurados são os porcelanatos e as cerâmicas, porque as lojas oferecem grande diversidade de modelos, tamanhos e preços”, explica a engenheira civil e especialista em decoração Izabel Souki.

Veja fotos de pisos escuros

Veja mais fotos de piso

Veja outras imagens

Escolha de material com alta resistência a chuva e sol é importante para garantir a durabilidade do piso em áreas externas (Eduardo de Almeida/RA studio)  - Eduardo de Almeida/RA Studio Escolha de material com alta resistência a chuva e sol é importante para garantir a durabilidade do piso em áreas externas (Eduardo de Almeida/RA studio)
A arquiteta Maristela Broilo aponta os porcelanatos com textura menos escorregadia e esmaltados em tons claros como os mais procurados. “Outro produto muito interessante – mas não tão conhecido – são os chamados cimentícios, que têm linhas específicas para exterior”, acrescenta. Como diferenciais do produto, ela destaca que são mais resistentes e, quando esmaltados, têm ótima manutenção. “Os tons claros são preferidos porque aquecem menos, mas os muito claros refletem muito a luz solar. No entanto, existe uma gama imensa de modelos, texturas e tons diferentes.”

A arquiteta diz que durante a nona edição da Feira Expo Revestir, em São Paulo, pôde ver alguns lançamentos interessantes. “A fábrica italiana Florim está trazendo para o Brasil um porcelanato de dois centímetros de espessura, super-resistente, que pode ser assentado direto sobre a grama ou areia. É um produto perfeito para áreas externas descobertas. Já a também italiana Gardênia Orchidea trouxe um porcelanato de 120cm x 120cm, pouco escorregadio e de fácil limpeza que fica perfeito em áreas externas cobertas”, comenta Maristela.

Além da variedade de tamanho de espessura, a decoradora Sheila Mundim destaca como diferencial do piso seu acabamento de bordas retificado. “É um acabamento de bordas reto, em que o rejunte – material utilizado no assentamento entre as peças – fica no mesmo nível do piso e necessita de um espaçamento menor entre as peças que o usual. Também é de fácil manuseio nas obras.”

TEXTURAS

"Em área que não são planas deve-se ter mais cuidado. É preciso usar pisos com boa aderência" - Izabel Souki, engenheira civil e especialista em decoração
Para escolher a alternativa mais adequada esteticamente à área externa entre as opções apresentadas pelos profissionais, é preciso saber os efeitos de cada uma delas no ambiente. Para locais mais rústicos, é indicado o uso dos cimentícios. Outro piso que possibilita grandes efeitos é o porcelatato. “Eles têm acabamento mais perfeito, reproduzem com perfeição as madeiras – das aparelhadas às de demolição – e os mais rugosos, que se assemelham às pedras, são indicados até para áreas de piscinas”, afirma a arquiteta Maristela Broilo.

Segundo a engenheira Izabel Souki, para a escolha de pisos de áreas externas deve-se avaliar todo o ambiente. “Um fator a ser considerado é se o piso é plano e se existe declive. Em áreas que não são planas deve-se ter mais cuidado. É preciso usar pisos com boa aderência. Além disso, como em toda área molhada, a água deve ter caimento para ralos ou grelhas. Assim, o piso drenante é excelente, pois não precisa desse caimento, já que ele é permeável”, exemplifica.

No caminho certo

Como toda obra implica em transtornos e gastos, para não ver seu investimento ir por água abaixo, o mais indicado é contar com a assessoria de um profissional para escolher o piso ideal a ser utilizado. Além de sugerir um material adequado, ele terá a capacidade de levar em conta o ambiente onde esse tipo de revestimento será usado. “É sempre importante avaliar que o piso não deve ser pensado e escolhido isoladamente. Ele precisa estar inserido no contexto do espaço projetado”, explica Izabel Souki.
Pedras polidas são mais indicadas para ambientes internos - Eduardo de Almeida/RA Studio Pedras polidas são mais indicadas para ambientes internos

Na hora da escolha, o profissional pode auxiliar a não optar pelo uso de peças com pouca aderência ou o uso de materiais que sujem muito. “O piso impermeável é permitido, embora o permeável seja mais adequado. Caso a escolha seja o primeiro, é indispensável avaliar o caimento do assentamento para direcionar a água de chuva para ralos ou grelhas”, comenta a engenheira.

No caso das pedras, Marcelo Milagre, da Directa Piedras, diz que é preciso estar atento ao acabamento antes de se decidir por um delas. “O polido, por exemplo, não pode ser usado em áreas externas porque escorrega demais. Flameado não escorrega, mas é desconfortável para se pisar descalço. Já na garagem não é interessante colocar uma pedra de acabamento flameado porque desgasta a borracha do pneu e suja muito o piso”, explica.
Textura e cores que imitam cimento estão entre as tendências - Eduardo de Almeida/RA Studio Textura e cores que imitam cimento estão entre as tendências

Qualidade

A decoradora Sheila Mundim diz que é necessário fazer um planejamento para evitar o uso de pisos inadequados em áreas externas - Eduardo de Almeida/RA Studio A decoradora Sheila Mundim diz que é necessário fazer um planejamento para evitar o uso de pisos inadequados em áreas externas
Em se tratando de conjugar beleza e funcionalidade na escolha de pisos, a decoradora Sheila Mundim diz que é preciso estar atento à área de aplicação. “É necessário saber se o piso será assentado em uma área de piscina, uma varanda ou uma garagem, para que seja feita uma busca entre as características de cada material e a escolha pelo mais apropriado”, explica Sheila.

Maristela Broilo chama a atenção para a qualidade do produto, que deve vir em primeiro lugar, já que se espera que o piso fique bonito por muito tempo. “Mas é possível conciliar custo, qualidade e estética. O auxílio do arquiteto é fundamental nessas horas, pois ele vai conseguir especificar um produto com os três aspectos. Quando isso não é possível, procure uma loja com consultores de vendas que tenham conhecimento, tire todas as suas dúvidas e escolha com segurança.”

DICAS ÚTEIS
Confira algumas características de pisos para áreas externas


PORCELANATOS

Esmaltados: a superfície recebe uma camada de esmalte com a estampa desejada; suas superfícies podem ser lisas ou ásperas; os mais brilhantes são os mais escorregadios.

» Naturais:
resistentes e pouco escorregadios.
» Lapados: reproduzem o brilho de pedras naturais.
» Preços: de R$ 40 a R$ 70 o metro quadrado

PEDRAS

Miracema, são tomé e ouro preto: são as mais apropriadas para áreas externas.

» Preço médio: R$ 25 o metro quadrado

'CIMENTÍCIOS'

Mais novos no mercado, têm como características resistência e durabilidade.
Os com acabamentos rústicos são mais indicados para as áreas externas. São ecologicamente mais aconselháveis do que o restante dos pisos encontrados no mercado, pois evitam a mineração de pedras e a emissão de gases poluentes.
Preços: de R$ 40 a R$ 60 o metro quadrado

GRANITOS

Os com acabamento flameado são mais indicados para áreas externas, já que são antiderrapantes. Os granitos polidos são  bastante escorregadios, portanto mais indicados para áreas internas e secas.

» Preço:
de R$ 70 a R$ 500 metro quadrado

Fonte: Sheila Mundim, decoradora

 

Tags: acabamento

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura