Projeto de residência em SP combina aconchego e automação com muito estilo

A arquiteta Mayra Lopes assumiu o desafio de personalizar uma casa de 240 metros quadrados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Marcelo Scandaroli/ Divulgação

Casa aconchegante, convivência com a família, ambientes personalizados e automatizados são algumas características que podem ser combinadas com muito estilo. A arquiteta Mayra Lopes assumiu o desafio de personalizar uma residência de 240m², que fica em um condomínio de casa na Grande São Paulo. O proprietário pediu uma casa aconchegante para estar com a família e poder controlar as duas filhas pequenas de longe.


Outro pedido foi por um espaço externo que trouxesse a referência da natureza para ter a sensação de tranquilidade. A solução para o projeto foi explorar o convívio familiar e, ao mesmo tempo, a personalidade de cada um, aproveitando os espaços sociais para o relacionamento, como o home theater, sala de jantar e a área externa gourmet, utilizando mobiliários que acolhem toda a família, e reservando os ambientes particulares para as individualidades de cada um, como os quartos e home office.

Para ampliar a sensação de proximidade, a arquiteta optou por integrar o setor social da casa. A sala de jantar está localizada junto com home theater, onde há um painel de madeira desenvolvido por ela mesma, com a intenção de criar uma linguagem única e integrada entre os dois espaços. Estes ambientes ficam separados da cozinha e da área externa gourmet, que ficam próximos para maior funcionalidade em dias de festa e uso da área. Ficam separados apenas por portas de correr.

Na área externa gourmet, a arquiteta elaborou um jardim que conta com painel vivo, espelho d'água, deck de madeira e vasos com mini limoeiro, jabuticabeira e romãzeira. Outro destaque importante, é a automação em 100% do projeto, com câmeras de vigilância fora e dentro de casa, áudios e vídeos independentes em cada ambiente, e a praticidade na montagem das cenas nos espaços, por existir a possibilidade também de selecionar a função cinema, regular persianas, telão e projetor do home theater com apenas um toque.

Já nos espaços íntimos, os gostos pessoais foram associados à funcionalidade. No quarto da filha mais velha, por exemplo, Mayra escolheu uma decoração infantil, mas que pode ser facilmente adequada a de uma adolescente sem a necessidade de grandes mudanças. Isso pode ser percebido na bancada ao lado da cama, que ao levantar seu tampo, revela um porta joias ou maquiagem, com um espelho, transformando-se numa penteadeira. Já na suíte do casal, as portas do banheiro e do closet são comuns ao painel de madeira que apoia a TV, e, portanto, ficam disfarçados.

O home office é outro cômodo inteiramente personalizado, já que é de uso exclusivo do proprietário, que é apaixonado por carros. A arquiteta instalou um cockpit com simulador de corrida e desenvolveu uma estante com prateleiras para a exposição de uma coleção de mini carros e troféus. Para realizar esse projeto, Mayra pensou em cada canto da residência de uma maneira especial e única, elaborando ela mesmo, quando necessário, o design de alguns móveis e outras particularidades na decoração.
Marcelo Scandaroli/ Divulgação

Tags: automação

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
21 de julho de 2019
08 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura