Decoração inspirada em Frida Kahlo é colorida, mas não necessariamente extravagante

Ambientes inspirados na obra mexicana devem ter boas doses de vermelho, rosa, amarelo e laranja

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/04/2015 10:14 / atualizado em 03/04/2015 12:09 CorreioWeb /Lugar Certo

A artista plástica mexicana Frida Kahlo é um dos ícones das artes e do universo feminino do século XX. Talentosa e intensa, teve uma história de vida trágica, mas, curiosamente, as suas obras e estilo próprio eram marcados pela alegria das cores e extravagância das estampas. 61 anos após a sua morte, ela ainda influencia pela autenticidade e o feitio -verdadeiramente mexicano- é inspiração nos mais diversos segmentos, desde as artes plásticas, passando pela música e até no cinema, convertendo-a em um arquétipo de bom gosto. Por isso, decorar ambientes de acordo com as representações que ilustram a identidade excêntrica da artista pode ser uma opção ousada e surpreendente para os entusiastas das artes e das cores.

Frida Kahlo mantinha flores no cabelo, colares coloridos, maquiagem marcante, saias volumosas, brincos grandes e batas estampadas. Logo, a decoração inspirada na mexicana requer boas doses de vermelho, rosa, amarelo e laranja. Além dos tons característicos, o décor também é baseado em elementos artesanais, flores, tecidos jacquard, desenhos geométricos, listras, zig-zags e referências religiosas.

A arquiteta Walléria Teixeira explica que não é necessário que o cômodo fique no estilo mexicano para fazer uma decoração inspirada em Frida Kahlo. Pequenos detalhes podem ser utilizados para trazer a lembrança da artista e deixar seu cômodo cheio de estilo - Projeto Walléria Teixeira / Divulgação A arquiteta Walléria Teixeira explica que não é necessário que o cômodo fique no estilo mexicano para fazer uma decoração inspirada em Frida Kahlo. Pequenos detalhes podem ser utilizados para trazer a lembrança da artista e deixar seu cômodo cheio de estilo
Mas isso não significa que o ambiente precisa estar carregado de cores para homenagear a artista. Quem quer um cômodo baseado em Frida, mas prefere a discrição, pode apostar nos detalhes e acessórios combinados com móveis sóbrios em tons de marrom, branco ou bege. “O ideal é apostar em uma peça chave. Um lugar neutro pode trazer uma mesa colorida e fazer a diferença na decoração. Já os mais ousados podem usar um tecido de estampa floral aplicado a parede”, ensina a arquiteta Walléria Teixeira.

Projeto Walléria Teixeira / Divulgação
 Frida, pessoalmente também era amante da decoração. Ela viveu parte da vida na Casa Azul, na Cidade do México. O lugar, transformado em museu quatro anos após a sua morte, foi batizado de Museu Frida Kahlo, é um dos pontos mais visitados do México. Não é para menos, a Casa Azul foi mantida exatamente como os últimos moradores a deixaram.

Projeto Walléria Teixeira / Divulgação
 As cores segundo Frida Khalo

Em seus quadros, a artista utilizava as cores atribuindo-lhes novos significados. Na autobiografia, “Frida Kahlo: Un íntimo autorretrato”, ela conta o que representava cada uma das cores usadas em suas obras e em sua casa.

Verde: uma luz boa e quente
Verde escuro: cor dos maus anúncios e bons negócios
Amarelo: loucura, doença, medo. Parte do sol e da alegria
Azul Cobalto: eletricidade e pureza. Amor
Preto: nada é preto, realmente nada
Café: folha que se vai. A terra


 

Banquete e conjunto bistrô Mobly - Mobly/Divulgação Banquete e conjunto bistrô Mobly
Sofá três lugares em couro e poltrona estampada Mobly - Mobly/Divulgação Sofá três lugares em couro e poltrona estampada Mobly
Poltrona decorativa Thaís Suede e aparador vintage amarelo - Mobly/Divulgação Poltrona decorativa Thaís Suede e aparador vintage amarelo
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura