Tendência

Decoração neutra renova o quarto do bebê

Rosa para as meninas e azul para os meninos - nem sempre precisa ser assim. Neutralidade para os dormitórios infantis está em alta e se torna opção para os pais, principalmente para aqueles que decidiram conhecer o sexo da criança só no nascimento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/05/2015 07:00 / atualizado em 15/05/2015 13:11 Hellen Leite /Correio Braziliense
A arquiteta Estela Netto lembra que a decoração neutra não é formada apenas pelas cores, mas também por outros elementos, como iluminação, tecidos e objetos - Daniel Mansur/Divulgação A arquiteta Estela Netto lembra que a decoração neutra não é formada apenas pelas cores, mas também por outros elementos, como iluminação, tecidos e objetos
Os clássicos quartos de bebês nas cores rosa, para as meninas, e azul, para os meninos, ainda são uma tendência muito forte. Contudo, há alguns sinais de mudança nesse cenário monocromático. Muitos casais começam a optar por uma decoração mais neutra para seus filhos, sem deixar de ser lúdica e infantil.

Esse tipo de decoração é uma excelente opção para os pais que decidem conhecer o sexo da criança apenas na hora do nascimento, como ocorreu com Kate Middleton. A duquesa descobriu o sexo do seu primogênito com o príncipe Willian apenas na hora do parto. O mesmo comportamento se repetiu quando Kate deu à luz a sua caçula.

Para trazer mais acolhimento e aconchego para este quartinho de bebê, a designer de interiores Rosângela Brandão lançou mão de móveis, tapete, adornos e luminárias neutros - Juliana Buli/Divulgação Para trazer mais acolhimento e aconchego para este quartinho de bebê, a designer de interiores Rosângela Brandão lançou mão de móveis, tapete, adornos e luminárias neutros
A decoração que não se prende a gêneros é também uma forma dos pais reaproveitarem o quarto para um futuro filho. Assim, seriam necessárias mudanças pequenas. “A aposta pelos quartos neutros vem em uma crescente, pois, assim, não se fica preso a uma linha de decoração, e isso possibilita ousadia maior em cores e estampas e estilos”, observa Maria Cristina Bahia, decoradora e sócia-proprietária da loja Villa Maria, especializada em soluções para dormitórios.

A arquiteta Estela Netto lembra que as cores não são os únicos elementos capazes de tornar o quarto do bebê lúdico e gracioso. “Na verdade, a cor é apenas um dos recursos que pode ser utilizado para deixar o ambiente mais ou menos infantil. O tipo de mobiliário, iluminação e adornos são alguns outros exemplos de itens que podem trazer a sensação lúdica, sem ter que usar esse tradicional recurso da cor”.

A profissional executou um projeto em que os clientes optaram por um quarto mais neutro para receber o bebê. E Estela provou que é possível elaborar um décor que foge do tradicional sem perder conforto, muito pelo contrário, criando uma atmosfera intimista e acolhedora. “Além da paleta de cores que vai do bege ao branco, utilizei muitas texturas naturais, como o algodão e o linho, que trouxeram aconchego ao ambiente”, conta.

A arquiteta apostou ainda na iluminação cênica. “Esse tipo de luz une aconchego e funcionalidade”, destaca Estela. Ela também lançou mão de ursos para reforçar a atmosfera infantil do quarto. “Os ursos de pelúcia podem decorar tanto os quartos de meninas quanto de meninos”, salienta a profissional.

Reprodução/Internet
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura