Arte que inspira

Feira de arte e artesanato une história e criatividade entre o mais belo do feito à mão

Evento permanente abre as portas na Savassi, em BH, para agradar o público com inúmeras opções de trabalhos manuais, ressaltando a produção mineira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 11/09/2018 13:30 / atualizado em 11/09/2018 16:30 Joana Gontijo /Lugar Certo
Evento oferece objetos diferenciados, que saem do lugar-comum, para a decoração
 - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press Evento oferece objetos diferenciados, que saem do lugar-comum, para a decoração

A criatividade em detalhes, a arte celebrada em todos os seus domínios, o fazer que nasce de dentro para fora e reverbera pela alma para aflorar o belo. As mãos que contam histórias, a inventividade traduzida em cada peça. Por mais que exista por aí uma enxurrada de itens importados pela grande indústria, não há produtos que, de tão engessados, resistam à identidade do que é feito um a um, a partir do gesto artesanal. Em processos que, exatamente ao contrário, agradam mesmo é pela pequena escala, a personalidade, a exclusividade, carcaterísticas do que é singular e original, as cópias não têm vez.

Peças artesanais criativas para compor os ambientes são destaque
 - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press Peças artesanais criativas para compor os ambientes são destaque

Minas Gerais é celeiro de nomes importantes, com trabalhos que, de tão bonitos, ecoam pelo Brasil e fora do país. E celebrar esse universo é o que faz o Coletivo Beagá Arte, aberto há três anos em Belo Horizonte, empenhado para divulgar o mais rico leque quando o assunto é o estilo manual, muito antes uma fonte de inspiração. Coordenado por Cynthia Rabelo, o projeto que busca valorizar o segmento da arte e do artesanato mineiros, agora entra em uma nova fase. O grupo acaba de deixar a sede no Santo Agostinho para aportar na Savassi, onde começa a promover uma série de eventos.


Já no calendário da cidade, a Feira Permanente de Artes e Artesanato Mineiro Beagá Arte é um sucesso. Ofertando artigos interessantes, fora do lugar-comum, a feira abre as portas ao público reunindo um total de mais de 100 expositores, que se revezam a cada edição, quando uma média de 25 produtores, por dia, apresentam suas obras. O encontro é marcado para todas as quintas-feiras e domingos, no Jockey Bar e Café, na Rua dos Inconfidentes, em região de fácil acesso, e está acertado para ocorrer pelo menos até dezembro.

Feira na Savassi reúne mais de 100 artistas plásticos e artesão de BH e cidades históricas
 - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press Feira na Savassi reúne mais de 100 artistas plásticos e artesão de BH e cidades históricas

"Pretendemos promover a união entre os atores da cadeia da arte e do artesanato. Convocamos o público para prestigiar a produção em Minas, valorizar o que a gente tem e faz, o que conta nossa história", conclama Cynthia, ressaltando a participação de convidados de cidades históricas, como Tiradentes, São João del Rei, Ouro Preto e Mariana, com criações típicas desses locais. "Em todas as edições, os visitantes encontram novidades, uma vez que, no trabalho artesanal, as peças são únicas. Além disso, temos variedade e ótimos preços, uma boa chance de achar também artigos para presentear", diz.

Para Cynthia Rabello, os trabalhos manuais valorizam as tradições, imprimindo nas composições mais identidade
 - Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press Para Cynthia Rabello, os trabalhos manuais valorizam as tradições, imprimindo nas composições mais identidade

No cardápio da feira, produtos que cabem bem no orçamento. A produção mineira e marcas locais comparecem com várias opções, tanto para uso pessoal quanto para enfeitar o lar, formando uma seleção esmerada. Estão disponíveis trabalhos de pintura em madeira e cerâmica; pinturas em tela, como à óleo e aquarelas; porcelanas pintadas à mão; bordados; crochê; amigurumis; esculturas minimalistas em palitos de fósforo e outras matérias-primas, como barro, do Vale do Jequitinhonha, e materiais reciclados recriando animais; terrários, kokedamas e vasos de planta customizados; origamis; espelhos; caixas decoradas; cerâmicas em diferentes aplicações; almofadas e pufes; criados-mudos desenhados à mão; objetos em marchetaria como luminárias e suportes para plantas; porta-chaves, cabides para bolsas, roupas ou utensílios domésticos em madeira de demolição; bandejas em mosaicos e marcenaria; toalhas bordadas; tapetes artesanais; vidros, taças e garrafas coloridos; mandalas em madeira e vidro pintado; a linha religiosa, com santos, oratórios, divinos, escapulários e estandartes; produtos de saboneteria e aromaterapia; itens de papelaria; semi joias artesanais, bijuterias feias em cerâmica, material reaproveitado ou crochê, renda, tecidos, miçangas. macramê e outras técnicas; bolsas, necessaires e carteiras; roupas e camisetas divertidas. O evento, que também pretende alcançar o público jovem e os turistas que visitam a cidade aos finais de semana, conta com a participação de ilustradores, que fazem trabalhos na hora, com figuras e caricaturas.

O evento resgata a importância de levar o conhecimento da história do artesanato para todas as gerações
 - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press O evento resgata a importância de levar o conhecimento da história do artesanato para todas as gerações

A partir de outubro, a pretensão do Beagá Arte é promover encontros temáticos, voltados para perfis específicos, como nerds, literatura, moda (um dia especial com brechó), empoderamento feminino, além de uma semana com programação dedicada às crianças. Para o próximo mês, estão previstas ainda oficinas que irão abarcar variadas expressões artísticas, incluindo aulas sobre reciclagem, reaproveitamento e sustentabilidade.

Artigos de moda também estão na lista - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press Artigos de moda também estão na lista

O cerne da atuação do Beagá Arte, muito mais que ser uma oportunidade de convívio, em que os artesãos, desafiados a inovar, podem comercializam objetos que demonstram seus mais íntimos sentimentos, é a busca contínua por enaltecer a cultura e as tradições mineiras. "É o resgate de um pedacinho da história de Minas", pontua a coordenadora. Sobre a feira, que começa a se firmar na preferência dos belo-horizontinos, Cynthia faz questão de frisar a parceria com o Jockey Bar e Café, que comparece com a gastronomia, oferecendo a cafeteria, petiscos, cervejas artesanais e pratos à la carte, opções perfeitas para desfrutar bons momentos na companhia de quem se gosta.

A feira abre espaço para as mais diversas expressões artísticas - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press A feira abre espaço para as mais diversas expressões artísticas

E os bons ventos trazem novidades. O coletivo está próximo de se tornar uma associação e conseguir um espaço fixo, o que vai ajudar na visibilidade da produção e no alcance de público. Com esse processo, a ideia é obter novas formas de apoio, através de leis de incentivo, além da perspectiva de se instalar em um lugar maior, onde se poderá unir loja, ateliê e espaço de galeria. Com o novo registro, também fica mais viável a presença em eventos do setor maiores, em outros estados, como exposições em centros culturais e museus, entre outros, com cota de participação acessível, e mais segurança para comercializar os produtos. “Nasci para isso, para reunir pessoas, para ajudar, orientar. Tem muita gente talentosa, mas que precisa de um direcionamento, o que eu ofereço gratuitamente. É o que eu gosto, é amor mesmo”, revela Cynthia.

Serviço:
Beagá Arte - Feira Permanente de Artes e Artesanato Mineiro
Quinta-feira, de 16h às 21h, e domingo, de 11h às 16h
No Jockey Bar Café Rua dos Inconfidentes, 871 - Savassi - Belo Horizonte
Entrada e estacionamento gratuitos
Feira Beagá Arte
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
18 de maio de 2019
14 de maio de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura