Na palma das mãos

BH recebe evento de arte e artesanato com a riqueza da produção criativa local

3º Encontro de Arte Mineira acontece no Sou Café, no Centro Cultural Banco do Brasil, na próxima quarta-feira, 13 de fevereiro, com a essência do feito à mão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/02/2019 13:52 / atualizado em 09/02/2019 11:57 Joana Gontijo /Lugar Certo
Beagá Arte/Divulgação

A arte e o artesanato se ramificam em um leque diversificado de manifestações que, adentrando cada obra, sinalizam uma direção de pertencimento ao representar experiências, tradições, histórias que perpassam famílias, laços identitários, muito antes retratos da vida. Com personalidade e um poder inerente de aguçar os sentidos, não é à toa que esse tipo de trabalho seduz admiradores pelo mundo inteiro e ganha protagonismo dia a dia, uma vez expressão da cultura, fruto de criação única e reflexo autêntico da presença de um povo.

Em Minas Gerais, não faltam representantes dedicados à riqueza do labor artístico e artesanal. Na capital, um projeto que entra em seu quinto ano de realização conquista cada vez mais os olhares do público ao enaltecer a produção de diferentes atores envolvidos no setor. Trata-se do Beagá Arte - Valorizando Quem Faz, que chega em 2019 cheio de novidades, demonstrando um grande crescimento desde que teve início na garagem da casa da criadora, Cynthia Rabello. "Pretendemos promover a união entre os atores da cadeia da arte e do artesanato. Convocamos o público para prestigiar a produção em Minas, valorizar o que a gente tem e faz", diz a coordenadora do coletivo.

Beagá Arte/Divulgação

Já no calendário oficial da cidade, o Encontro de Arte Mineira captura a atenção dos interessados no que há de melhor entre a concepção criativa local. Na próxima quarta-feira, 13 de fevereiro, acontece a terceira edição do evento, no mais novo espaço inaugurado no Sou Café, dentro do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. O encontro começa às 14h e vai até 21h, com entrada gratuita. `

Beagá Arte/Divulgação

Dentre o menu oferecido, estão itens para uso pessoal, para enfeitar o lar e gastronomia, como: design em resina em acessórios conceito por kasa.AORTA, de Marina de Paula e André Gontijo; joalheria artesanal por Cynthia Rabello; crochê e bordado à mão por Cruzes Décor, de Denise Cruz; biscoitos com conceito por Analu Alves; bolsaria por Bruaca, de Marcela Moreira; aquarelas, desenhos e gravuras por Estevão Machado; esculturas em cerâmica por Adolfo Viana; acessórios em cerâmica por Anna Tê; bijuterias com pedras por Joanna Kubitschek; pijamas em alfaiataria feminina por Marizia Lage; origamis e bonecos de pano por Ateliê Diadorim, de Kennya Ramalho; suportes de plantas e mandalas feitos a partir de material plástico, por Ori de Ewê, de Thainá Souza; mosaicos com foco em reciclagem, por Exequiel Duarte; obras feitas com os pés, por Priscila Fonseca. Também estarão presentes os produtos de moda elaborados pelo projeto social Libertees, que acontece na penitenciária feminina Estevão Pinto, em BH, sob a supervisão de Marcella Mafra e Daniela Queiroga.

Beagá Arte/Divulgação

A partir das 19h, a casa abre as portas para o bate-papo literário com o artista plástico e escritor Estevão Machado, que irá discorrer sobre o premiado livro O Rio no Bolso e o Quintal Amarelo. Na publicação, poemas e desenhos cheios de afetividade e lirismo que levam o autor de volta à infância - o enredo parte de uma referência poética sobre o trabalho de seu avô materno, o escritor Aníbal Machado. A obra foi a vencedora entre 1,7 mil inscritos no Concurso Nacional de Literatura, Prêmio Cidade de Belo Horizonte, no ano de 2014.

Beagá Arte/Divulgação

A loja aberta aberta no café funciona para a exposição e venda dos artigos artesanais, e também será palco dos encontros artísticos mensais. A proposta é dar lugar para variados modos de expressão, como literatura, música, artesanato, artes plásticas e visuais, a fim de contornar uma presença própria dentre esse que é um espaço privilegiado na cena cultural belo-horizontina. "Costumo dizer que estamos no meio termo - não fazemos nem o artesanato simples e nem as obras de arte mais inviáveis e inacessíveis. Buscamos trazer a arte e o artesanato que sejam alcançáveis e que as pessoas possam consumir no dia a dia", pontua Cynthia.

Beagá Arte/Divulgação

O grupo vislumbra ótimas oportunidades de atuação nesse ano e recebeu propostas de participação em eventos em outras cidades, inclusive fora do estado, como em São Paulo e no Rio de Janeiro. Em abril, está agendada uma exposição de arte e artesanato que levará à galeria do restaurante La Fiorentina, no Leme, na capital fluminense, a tradição mineira com a temática 'grandes ícones nacionais, no cinema, música e literatura'. O encontro é uma parceria com a promoter Rejane Guerra. Outro convite em vista poderá levar o projeto para Búzios.

Já com a ideia engatilhada, um dos passos a serem dados é, até o fim do primeiro trimestre de 2019, conseguir se formar como associação, o que vai otimizar a visibilidade e abrangência de público. O propósito é obter incentivo, novas formas de apoio, dar oportunidade aos artesãos de integrar diferentes exposições, em locais como centros culturais e museus, por exemplo, a preços de participação acessíveis.

Beagá Arte/Divulgação

"A intenção é estabelecer um encontro de arte itinerante. Agrupar uma turma com trabalhos diferenciados, criativos e, assim, investir em uma divulgação maciça para ampliar o espectro de atuação dos artistas e artesãos, focando realmente na produção mineira. O importante agora é estarmos organizados", pontua Cynthia Rabello, que se mostra ainda mais satisfeita com a chance de também montar um lugar de atendimento em Ouro Preto.

Beagá Arte/Divulgação

O Beagá Arte está com inscrições abertas para novos expositores. Quem tiver interesse pode procurar a coordenação para avaliação das peças e possível participação. O telefone é (31) 9.9511-9490 e também está disponível o endereço no Instagram @beagaarte, além da página no Facebook.

Veja a lista de expositores: 

@biscoitariaanalualves
 
@liberteesbrasil
@cruzesdecor 
@joannakubitschekdesigner
@suabruaca 
@marizialageatelie 
@adolfovianade 
@estevaomachadogontijo 
@annatebh
@joanatavar
@kasa.aorta 
@porcelanasporcynthiarabello 
@ateliediadorim 
@orideewe 
@recicl4rte 
@feitocomospes 

Serviço:
3º Encontro de Arte Mineira
13 de fevereiro de 2019
De 14h às 21h
No Sou Café
Centro Cultural Banco do Brasil
Praça da Liberdade, 450, Funcionários - Belo Horizonte
Entrada gratuita
Sujeito a lotação
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
18 de fevereiro de 2019
12 de fevereiro de 2019