Espaço dedicado às mulheres conquista novos empreendimentos

Planejadas para áreas comuns de edifícios residenciais, áreas com bancada, espelhos e iluminação adequada são voltadas para serviços de cabeleireiros, depiladoras, massagistas e manicures, contratados pelas moradoras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/06/2014 08:00 / atualizado em 25/06/2014 15:24 Carolina Cotta /Estado de Minas
Perspectiva do Espaço Mulher do Edifício Via Gasparini, empreendimento da Somattos Engenharia e Patrimar, no Bairro Funcionários, em BH - Somattos Engenharia/Divulgação Perspectiva do Espaço Mulher do Edifício Via Gasparini, empreendimento da Somattos Engenharia e Patrimar, no Bairro Funcionários, em BH
Manicure, cabeleireiro e massagista sem sair de casa, e sem precisar abrir as portas de casa. Novidade nos empreendimentos de alto luxo, e nos condomínios com ampla oferta de serviços, o Espaço Mulher tem chamado a atenção delas que são reconhecidas no mercado imobiliário como as verdadeiras definidoras das compras. A ideia é simples: levar para dentro do prédio a estrutura de um salão, para que cada morador possa receber seu profissional para os cuidados com a beleza em um ambiente especialmente projetado para isso. Para Aurélio Rezende, gerente comercial da Somattos Engenharia, a tendência surge da crescente oferta de serviços, que lançou no mercado todo tipo de delivery e personal.

O Via Gasparini, no Funcionários, parceria da Somattos Engenharia com a Patrimar, que tem entrega prevista para 2015, é a primeira aposta da construtora. Segundo Aurélio, o projeto prevê uma infra-estrutura completa para o atendimento de duas a três moradoras ao mesmo tempo, com bancada com espelhos e iluminação adequada, suportes para secador, pontos para manicures e cuba para lavagem do cabelo. Segundo o gerente comercial, a experiência de outras construtoras mostram que o lugar torna-se um ponto de encontro das moradoras, que ali se reúnem para fazer as unhas enquanto tomam uma espumante com as vizinhas. “Trata-se de um espaço exclusivo, com privacidade, para as mulheres cuidarem da sua beleza. É uma novidade no mercado de construção”, conta.

Moradora do Fourseasons, condomínio da Patrimar no Vila da Serra, em Nova Lima, a designer Camila Fidelis Resende, de 35 anos, tem aproveitado a estrutura. E por lá fez tanto sucesso que o Espaço Mulher virou um salão de verdade. “Quando mudei, há um ano, era onde recebíamos nossas manicures, um maquiador ou cabeleireiro esporadicamente. Fez tanto sucesso que as manicures foram arrumando novos clientes e passavam praticamente todo o dia atendendo as moradoras. Foi quando tiveram a ideia de sublocar o espaço e oferecer os serviços. Hoje são duas manicures e um cabelereiro fixos no local”, conta Camila, segundo a qual os moradores continuam tendo o direito de levar outros profissionais, se preferirem.

PRIVACIDADE E EXCLUSIVIDADE SÃO DIFERENCIAIS DO ESPAÇO MULHER


Em ocasiões especiais, como festas e casamentos, o Espaço Mulher também é a área onde o morador pode contratar um profissional para atender e até produzir os convidados. Privacidade e exclusividade são o segredo do sucesso desses ambientes. Na Concreto Empreendimentos, esses espaços passaram a ter lugar garantido nos próximos projetos da empresa. A primeira experiência foi com o Adhara Fine Residence, entregue há pouco mais de um mês na região da Savassi. Fez tanto sucesso entre as moradoras que a Concreto modificou o projeto de outro prédio, o Blue Tower, que será finalizado ainda no segundo semestre, para acrescentar um Espaço Mulher. “É um ambiente que enche os olhos”, acredita João Augusto Reis, gerente de marketing da construtora.

No Adhara, prédio de altíssimo luxo, o ambiente fica próximo ao pilotis, numa área mais calma, decorada como um espaço zen. “É uma área comum, onde se pode receber um profissional para a depilação e a massagem estética. Há uma cama para esse tipo de procedimento, além de pia para lavar os cabelos e bancada com espelho. Fazer um Espaço Mulher não exige tanto mobiliário, nem onera o condomínio, e agrada muito”, conta João Augusto. Para ele, o lugar é visto como algo exclusivo, que dá mais privacidade e comodidade às mulheres e, por isso, é um ponto favorável a mais na hora de decidir pelo empreendimento. “Para o segmento de alto luxo, sem dúvida, é uma tendência”, aposta. Os próprios apartamentos estão sendo projetados cada vez mais pensando nas mulheres.

Tags: mercado imobiliário

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
alvaro - 15 de Junho às 18:29
È muita chiqueza, né,

Últimas Notícias

ver todas
15 de julho de 2018