Localização estratégica

Buritis impulsiona crescimento de bairros da Região Oeste de BH

Bairros chamam a atenção pela facilidade de acesso, preços menores e estrutura emprestada do vizinho Buritis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/06/2014 13:30 / atualizado em 18/06/2014 14:28 Celina Aquino /Estado de Minas
Vista do Bairro Betânia - Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press Vista do Bairro Betânia
O Buritis é um dos mais recentes fenômenos do mercado imobiliário mineiro. O bairro recebeu um número surpreendente de empreendimentos nos últimos anos e impulsionou o crescimento de toda a Região Oeste de Belo Horizonte. As construtoras agora investem em bairros vizinhos, para atender a uma crescente demanda de moradia em área próxima do Centro e com fácil acesso.

“O que valoriza uma área é a acessibilidade. A reforma do Anel Rodoviário, por exemplo, vai levar a uma valorização imobiliária imediata da Região Oeste”, enxerga o presidente da Câmara do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG), Otimar Bicalho, que prevê aumento de preços no entorno do Buritis. Na visão do especialista, a vantagem de morar em bairros vizinhos é a possibilidade de utilizar a estrutura do Buritis, morando em uma área em que o acesso é facilitado. Apostando que a Região Oeste é promissora, Bicalho acredita que haverá por lá mais lançamentos imobiliários de classe média.


A aposta da Direcional Engenharia é uma área pouco explorada no Bairro Palmeiras, a poucos quarteirões do Buritis, um dos maiores responsáveis pelo crescimento da Região Oeste. Em parceria com a Masb, será construído o complexo Reservas do Bosque, formado por cinco condomínios residenciais. “É um bairro antigo, pequeno, já solidificado, mas que tem uma carência muito grande de opções de moradia. O atrativo é estar ao lado de toda a estrutura do Buritis, como comércio, serviços e a facilidade de transporte público”, diz o gerente regional comercial, Junior Bosco.
Otimar Bicalho, presidente da CMI/Secovi-MG, espera mais lançamentos imobiliários de classe média na região - Euler Junior/EM/D.A Press Otimar Bicalho, presidente da CMI/Secovi-MG, espera mais lançamentos imobiliários de classe média na região
O empreendimento é vizinho do Parque Ecológico Jacques Cousteau e terá uma área verde integrada à reserva natural. Bosco revela que a maioria dos compradores já é morador da Região Oeste. “Mantivemos a qualidade dos nossos empreendimentos entregues no Buritis, mas pensamos em apartamentos com um tamanho um pouco menor e preços mais acessíveis, para possibilitar que um número maior de clientes vivam lá. É uma região com carência grande de moradia e muito desejada”, pontua o gerente da Direcional Engenharia. Enquanto as unidades de dois quartos no Reservas do Bosque vão custar a partir de R$ 206 mil, o mesmo apartamento custaria R$ 400 mil no Buritis.

QUALIDADE DE VIDA

Tradicional na Região Centro-Sul, a Concreto Engenharia escolheu investir no Bairro Betânia pela posição estratégica. A construtora lançou, este ano, o seu primeiro empreendimento na Região Oeste, batizado de Central Park Shopping & Residence, que será erguido na Avenida Úrsula Paulino, com três torres de apartamentos e 60 lojas. “Belo Horizonte para em horário de pico. O morador será beneficiado pela comodidade de ter vários acessos, seja pelo Buritis, pela Avenida Teresa Cristina ou pelo Anel Rodoviário, e está a 10 minutos do Centro. Cada dia mais, além de lazer completo, segurança e bom acabamento, os clientes buscam qualidade de vida”, analisa o gerente de marketing João Augusto Reis.

A escolha da região ultrapassa a questão da facilidade de deslocamento. Reis acrescenta que o Bairro Betânia se destaca por ainda oferecer grandes lotes, o que não ocorre com tanta facilidade na Região Centro-Sul. “Enxergamos a possibilidade de comprar um terreno onde coubesse uma área de lazer, que é um verdadeiro clube. O lote é tão grande que até coube um shopping”, comenta o gerente de marketing da Concreto Engenharia. Entre os compradores estão clientes que moram de aluguel no Buritis e adquiriram o imóvel próprio e o público que vai sair de uma casa mais antiga no Betânia para viver em apartamento. As unidades, que custam na faixa de R$ 450 mil, são de dois e três quartos.

Tags: crescimento

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Marco - 19 de Junho às 16:04
Querem uma verdade? o bairro Buritis, é um local onde moram pessoas que comem angu e arrotam caviar...É BRINCADEIRA A SOBERBA NESSA REGIÃO...

Últimas Notícias

ver todas
16 de dezembro de 2018
15 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura