Arquiteto cria casa pré-fabricada que produz 50% mais energia do que consome

A linha disponibiliza 34 modelos de planta para que o cliente escolha a que melhor se adapta à sua necessidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 31/10/2014 13:11 / atualizado em 31/10/2014 13:20 Redação /Bonde
Philippe Starck/Divulgação
Com o avanço tecnológico e a necessidade cada vez mais frequente de encontrar fontes alternativas de energia, algumas atividades, antes realizadas sem qualquer preocupação com questões ecológicas, precisam ser adaptadas. Construir uma casa, por exemplo, é uma delas.

Foi pensando nesse tipo de necessidade que o arquiteto francês Philippe Starck desenvolveu um modelo de casa pré-fabricada que gera 50% mais energia do que consome. Já existe, inclusive, um protótipo pronto, chamado "Monffort", que faz parte da linha PATH, construída em parceria com a Riko, empresa europeia especializada em casas de madeira pré-fabricadas.


Philippe Starck/Divulgação
A linha disponibiliza 34 modelos de planta para que o cliente escolha a que melhor se adapta à sua necessidade. Existem tamanhos desde 140 m² até 350 m², com opções que incluem até oito quartos, escritório e jardim de inverno.

Estrutura

A residência é feita de uma cobertura de cornija e sua superfície foi pensada de modo a proteger o sistema gerador e distribuidor de energia, otimizando o processo e evitando perdas. Através de fontes limpas escolhidas pelo cliente, a casa tem um alto potencial econômico. É possível optar por painéis fotovoltaicos, turbinas eólicas, acrescentar sistemas de captação da água da chuva, usar energia solar para o aquecimento da água, bombas de calor e outros sistemas. Além disso, a casa possui grandes vidraças, que possibilitam, ao máximo, o uso da luz natural.

Rapidez e acessibilidade

Segundo Starck, a construção gera poucos resíduos e é entregue ao cliente em até 6 meses. O arquiteto ainda afirma que, apesar do potencial tecnológico da casa, a ideia é que ela seja seja acessível e atinja o maior público possível.
Philippe Starck/Divulgação

Tags: sustentabilidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
THiago - 01 de Novembro às 16:30
Minha casa, minha vida tinha que ser em container, já que pobre não Produz 1 centavo de imposto pra ajudar o Brasil, que também não atrapalhe. Enquanto todos os países do mundo diminuiem os gastos públicos e auxílios, o Brasil aumenta.

Últimas Notícias

ver todas
28 de outubro de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura