Para passear e morar

Bairro Ouro Preto é um dos mais valorizados da Pampulha

Proximidade com importantes cartões-postais de BH, comércio farto e infraestrutura de lazer e serviço fazem a região ótima para viver

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/07/2015 14:33 / atualizado em 13/07/2015 15:09 Gustavo Perucci /Estado de Minas
Rua Monteiro Lobato com a Avenida Conceição do Mato Dentro e a florida Praça Mohamed são uma das portas de entrada do bairro - Euler Júnior/EM/D.A Press Rua Monteiro Lobato com a Avenida Conceição do Mato Dentro e a florida Praça Mohamed são uma das portas de entrada do bairro
A proximidade de cartões-postais de BH, como a Igreja de São Francisco de Assis e o Mineirão, famoso corredor gastronômico e toda a infraestrutura de serviços, lazer e comércio fazem do relativamente jovem Bairro Ouro Preto um dos mais valorizados da Regional Pampulha. Com quase 40 anos, a expansão mais significativa da vizinhança se deu por volta da década de 1990.

Quem passa hoje nas agitadas avenidas Conceição do Mato Dentro e Fleming não imagina que, 30 anos atrás, o cenário era completamente diferente. Há 25 anos na região com seu Empório Boitatá, de produtos típicos da roça, o empresário João Notaro presenciou toda a transformação da vizinhança. “Aqui era um bairro de passagem. Mesmo mantendo essa característica, mudou muito. O número de prédios aumentou muito, assim como o fluxo de veículos”, conta.


Além da loja, João Notaro também viveu muitos anos no Ouro Preto, mudando-se há sete anos paraa o vizinho Castelo. “Hoje, ninguém precisa sair daqui em termos de compras. Tem vários bancos, que antes não tinha. Veio o Carrefour, sacolões, drogarias maiores”, completa. O empresário faz a ressalva de que, com o aumento do número de veículos, alguns problemas surgiram, como a falta de estacionamento nas vias principais.


Mas o movimento intenso fica concentrado nas vias maiores. Boa parte do bairro é residencial, com muitas casas, rua arborizadas e bem tranquilas, em uma típica vizinhança de classe média. Outro aspecto positivo do Ouro Preto são as opções de lazer ao ar livre no próprio bairro ou bem próximas a ele. A Avenida Fleming, famosa por seus bares e restaurantes, tem pista de caminhada e ciclovia. Além disso, ela é a ligação com a orla da Lagoa da Pampulha, e fica bem próxima do Parque Guanabara, complexo do Mineirão, Igreja de São Francisco de Assis e Praça da Pampulha. O Parque Elias Michel Farah, na Rua Desembargadora Paula Motta, pequena área de conservação inaugurada em 1998, é mais um espaço agradável do bairro, com brinquedos para crianças, equipamentos de ginástica e áreas de convivência.

BOOM IMOBILIÁRIO

Ciclovia é um dos diferenciais da Avenida Fleming, que ainda é recheada de barzinhos convidativos - Euler Júnior/EM/D.A Press Ciclovia é um dos diferenciais da Avenida Fleming, que ainda é recheada de barzinhos convidativos
O perfil dos imóveis é variado, com residências unifamiliares das mais simples às mais sofisticadas; prédios antigos e novos, pequenos e grandes, com acabamento do mais barato ao luxuoso. Para o sócio-diretor da imobiliária Vitrini, Luís Fernando Lopes Bessa, que atua desde 1999 na região, a maior oferta no bairro é de apartamentos de dois quartos, com uma vaga. A velocidade da expansão imobiliária recente da região foi registrada por ele. “A Rua Domício Murta, cinco anos atrás, nem pavimentada estava. Em 2010, foram erguidos, só nessa rua, 10 empreendimentos com mais de 1 mil unidades”, recorda. Luís Fernando aponta ainda que, mesmo com a predominância de um tipo de imóvel, existem opções das mais variadas na região.

Ser próximo ao câmpus da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) também influencia na característica da vizinhança. “Temos uma carteira de locação bem extensa, pois o Ouro Preto é um dos bairros mais procurados por estudantes, professores e funcionários da UFMG”, comenta Luís Fernando. Duas das três moradias universitárias da instituição de ensino superior ficam na Avenida Fleming.

Euler Júnior/EM/D.A Press
O comércio se concentra na Avenida Conceição do Mato Dentro, principal entrada do bairro pela Avenida Presidente Carlos Luz, e na Rua Monteiro Lobato, que abrigam, além de escritórios com boa variedade de serviços, padarias, supermercados, sacolões, açougues, farmácias, bancos, bares e restaurantes. “O Ouro Preto tem tudo, com infraestrutura completa. A Avenida Fleming já virou um ponto gastronômico de referência na cidade. Por isso é um dos bairros mais valorizados da região da Pampulha”, observa Luís Fernando Lopes Bessa.

Com acesso fácil a várias avenidas, o Ouro Preto é vizinho dos bairros Engenho Nogueira, Novo Ouro Preto, Paquetá, Bandeira

Euler Júnior/EM/D.A Press
RAIO X

Localização
» Regional Pampulha

Origem do bairro
» Antiga região da Fazenda da Serra, de propriedade de Francisco Menezes Filho. Com o loteamento da propriedade, na década de 1960, surgiu o Ouro Preto, oficializado em 1977, e outros bairros vizinhos.

Principais vias de acesso
» Avenida Presidente Carlos Luz
» Avenida Presidente Tancredo Neves
» Anel Rodoviário
» Avenida Fleming
» Rua Conceição do Mato Dentro
» Rua Monteiro Lobato
» Rua Desembargadora Paula Mota


Principais referências
» Hipermercado Carrefour Pampulha
» Avenida Fleming
» Praça Engenheiro Jorge Mansur
» Parque Elias Michel Farah


Principais linhas de ônibus
» 3502 (Ouro Preto/São Gabriel)
» 3503 (Santa Terezinha/São Gabriel)
» 5106 (Bandeirantes/BH Shopping)
» 3301 A (Santa Terezinha)
» 3301 B (Castelo)
» 8501 (Maria Goretti/Engenho Nogueira - Via Ouro preto)
» S53 (Confisco/Ouro Minas)
» S50 (Caiçara/Nova Vista - Via UFMG)
» S54 (Dom Bosco/Shopping Del Rey)
» S52 (Circular Pampulha)
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
15 de julho de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura