Bairros de BH

A descoberta do Prado

Bairro tipicamente residencial, com prédios pequenos, começa a ser disputado para empreendimentos imobiliários e passa por processo de valorização

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/12/2015 19:00 / atualizado em 28/12/2015 13:12 Gustavo Perucci /Estado de Minas

Bairro atrai moradores em virtude da infraestrutura completa e várias vias de acesso - Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press-5/11/08 Bairro atrai moradores em virtude da infraestrutura completa e várias vias de acesso

Andar por este bairro da Região Oeste é passear por um pedaço da história de Belo Horizonte. Suas antigas casas, com belos quintais, em ruas tranquilas e arborizadas, algumas ainda de calçamento, são registros do começo da ocupação da cidade. Com sua origem diretamente ligada aos operários que ajudaram a construir a nova capital de Minas, o Prado mantém seu perfil de vizinhança classe média.

Pouco tempo depois da fundação de BH, no início dos anos 1900, os trabalhadores que participaram das obras da capital foram removidos de áreas na parte interna da Avenida do Contorno, consideradas mais nobres, e passaram a ocupar regiões próximas ao Centro. Assim nasceram os bairros Calafate, Sagrada Família e Santa Efigênia. A história do Prado está ligada ao loteamento da Fazenda do Calafate, que batizou o bairro vizinho, e à instalação do Núcleo Colonial Carlos Prates, do qual fez parte, ainda no século 19.

Alguns eventos marcaram e influenciaram a ocupação da região. Quando ainda mantinha características mais rurais, em 1906, foi inaugurado o Prado Mineiro, primeiro hipódromo da cidade, onde hoje funciona o Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). Movimentando a vida social da nova capital, as corridas e exposições agropecuárias, que até 1930 ocorreram no local, atraíam membros da alta sociedade de BH.

Batizado em homenagem ao engenheiro e político Antônio Prado Lopes Pereira, que chegou a ocupar interinamente o cargo de presidente do estado de Minas Gerais – de 5 de fevereiro a 21 de março de 1910 –, o hipódromo marcou a história da região. É considerado uma das primeiras atrações turísticas de Belo Horizonte. Há mais de 100 anos, além das provas de turfe, o local abrigou os primeiros campeonatos de futebol da cidade. Para atender ao hipódromo, foi construída uma linha de bondes. Com isso, a região do Calafate e do Prado ganhou um fácil acesso ao Centro. Os bondes elétricos atenderam a população até 1963, quando foram desativados pela prefeitura.
Prédios residenciais começam a disputar espaço com as casas, que ainda são a grande maioria no Prado - Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press-5/11/08 Prédios residenciais começam a disputar espaço com as casas, que ainda são a grande maioria no Prado


Assim, o bairro, oficialmente loteado pela prefeitura em 1920, foi chamado de Prado. Na década de 1930, o local, que recebeu o primeiro avião a sobrevoar a cidade, foi ocupado pelo comando da Polícia Militar de Minas Gerais, que transformou as instalações no Departamento de Instrução (DI) para a formação de recrutas da corporação. Hoje, a área de mais de 39 mil metros quadrados é ocupada pela Academia de Polícia Militar, Batalhão de Cavalaria Alferes Tiradentes, Colégio Tiradentes e Clube dos Oficiais da PMMG, e permanece como uma das principais referências da região.

CARACTERÍSTICAS Mesmo com o processo de verticalização do início dos anos 1960, o Prado é essencialmente ocupado por casas. Alguns prédios pequenos mais antigos também compõem o cenário da região. Mas a cara do bairro começa a mudar. Com a expansão imobiliária recente na capital e a falta de opções de terrenos nos principais pontos da Região Centro-Sul, vizinhanças como o Prado e Gutierrez começaram a se valorizar ainda mais.

Há 27 anos atuando na região, Carlos Braga, diretor da Situa Imóveis, afirma que o perfil dos empreendimentos no Prado está mudando, focando as classes mais altas. “É um bairro mais pacato, tranquilo. De 2008 para cá, o Prado foi descoberto. Cresceu muito e obras grandes, de prédios maiores, começaram a aparecer. Não são muitos empreendimentos, nem edifícios muito grandes, pois como já é uma região bem constituída, com várias casas, é necessário juntar três, quatro lotes. Fica um pouco mais caro e mais difícil também, pois tem de coincidir de três, quatro vizinhos quererem vender suas casas. Acontece, mas é pouco. Então, a tradição do bairro é de prédios menores, com até três pavimentos”, aponta. Segundo Braga, a maioria dos lotes é de 300 metros quadrados.

Avenida Francisco Sá, uma das principais e mais movimentadas do bairro - Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press-2/10/13 Avenida Francisco Sá, uma das principais e mais movimentadas do bairro


O empresário explica que os apartamentos mais antigos são, em sua maioria, de três quartos, espaçosos e, geralmente, com uma vaga de estacionamento. Já os novos têm de duas a três vagas. “De 2010 para cá, começaram a surgir mais empreendimentos de quatro quartos”, completa.

Hoje, o Prado é um bairro que atende plenamente sua população. Aliado à excelente localização, as várias vias de acesso e opções de linhas de ônibus fazem do bairro um dos mais valorizados da cidade fora da Região Centro-Sul. Situado entre as avenidas Amazonas, Contorno, Tereza Cristina e Silva Lobo, a vizinhança conta com extensa rede de serviços e comércio. São supermercados, padarias, açougues, hortifrútis, depósitos de material de construção, farmácias, colégios públicos e privados, faculdade, bares e restaurantes. Fica próximo a grandes hospitais e outras regiões com ótima infraestrutura.

Estar entre grandes vias da cidade não altera muito a tranquila rotina no interior do bairro. Ao mesmo tempo em que a Avenida Francisco Sá tem intenso movimento, ruas como Esmeralda e Rubi, com suas casas e confecções, conservam um clima similar ao de cidades menores do interior. Uma das características do Prado, aliás, é exatamente as ruas com nome de pedras preciosas. O bairro é vizinho, na Região Oeste, do Gutierrez, Barroca, Alto Barroca, Nova Suíça e Calafate; fica ao lado do Carlos Prates e Padre Eustáquio, na Região Noroeste; e do Barro Preto, na Região Centro-Sul.

Também morador, Braga descreve como é o clima no Prado: “É diferente. Você se sente um pouco no interior. Quem está no meio do bairro não escuta o trânsito das grandes avenidas. A segurança ainda é bem melhor do que outras áreas da cidade, pois temos a presença da polícia. E, agora, tem uma novidade que tem feito bastante sucesso, que são os bares. Em toda esquina tem um”.

Não existem muitas opções para lazer ao ar livre. Uma academia a céu aberto na Praça Professor Borges da Costa, e mais duas pequenas praças – Carlos Villani e Eugênio Zucheratto – atendem os moradores. Existe, também, a ciclovia no percurso da Avenida Tereza Cristina.

Paróquia do Santo Cura D'Ars, uma das principais referências da região - Euler Junior/EM/D.A Press-4/4/03 Paróquia do Santo Cura D'Ars, uma das principais referências da região


NO AR
Provas de turfe, jogos de futebol e exposições agropecuárias não foram as únicas atrações do Prado Mineiro, que movimentavam a nova capital do estado. O hipódromo foi sede do primeiro voo de avião oficial da cidade, em 20 de abril de 1912. Com seu monoplano Blériot X, o italiano Ernesto Darioli encantou a população de Belo Horizonte sobrevoando a cidade com o avião que à época era uma inusitada novidade para as pessoas. Darioli também apresentou, em 1910, para os moradores de São João del-Rei, a invenção do mineiro Santos Dumont.

RAIO X

LOCALIZAÇÃO

» Região Oeste

ORIGEM DO BAIRRO
Primeiro bairro urbanizado da Região Oeste, o Prado fica na área da antiga Fazenda do Calafate. A região foi povoada desde o início de Belo Horizonte. O nome é uma referência ao Hipódromo Prado Mineiro, que ficava no local e, hoje, é ocupado pela Polícia Militar.

PRINCIPAIS VIAS DE ACESSO
»  Avenida Francisco Sá
»  Avenida do Contorno
»  Avenida Amazonas
»  Avenida Tereza Cristina
»  Avenida Silva Lobo
»  Rua Platina
»  Rua Turfa
»  Rua Brumadinho
»  Rua Cuiabá
»  Rua Turquesa
»  Rua Lagoa Dourada

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS

» Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais
» Paróquia do Santo Cura Dar's
»  Barroca Shopping
»  Praça Carlos Villani
»  Praça Eugênio Zucheratto

PRINCIPAIS LINHAS DE ÔNIBUS
» 1145 (Bairro das Indústrias)
» 1404A (Palmeiras/Alípio de Melo)
» 1404B (Estrela do Oriente/Jardim Inconfidência)
» 1404C (Palmeiras/São Salvador)
» 1502 (Vista Alegre/Guarani)
» 1505 (Alto dos Pinheiros/Tupi)
» 1509 (Califórnia/Tupi)
» 1510 (Madre Gertrudes/Providência)
» 2033 (Betânia/Centro)
» 2034 (Conjunto Betânia/Centro)
» 2035 (Bairro das Indústrias/Centro)
» 2102 (Gameleira/Serra)
» 2103 (Prado/Anchieta)
» 2104 (Nova Gameleira/BH Shopping)
» 2151 (Vista Alegre/Serra)
» 2152 (Salgado Filho/Cruzeiro)
» 3029 (Regina/Centro)
» 3053 (Estação Barreiro/Barro Preto)
» 4031 (Santa Maria/Hospitais)
» 4201 (Alto Caiçara/Nova Cintra)
» 4205 (Ermelinda/Salgado Filho)
» 5250 (Estação Pampulha/Betânia)
» 5401 (São Luís/Dom Cabral)
» 8203 (Renascença/Buritis)
» 8205 (Maria Goretti/Nova Granada – Via Alto Barroca)
» 8208 (Santa Cruz/UNI-Estoril)
» 9204 (Santa Efigênia/Estoril)
» 9205 (Nova Vista/Nova Cintra)
» 9210 (Santa Tereza/Prado)
» 9414 (Santa Inês/João Pinheiro)
» SC01B (Contorno B)
» SC01R (Contorno/Praça Milton Campos)
» SC03B (Hospital Felício Rocho/Hospital Militar B)

Tags: mineiro prado horizonte belo oeste região prado bh de bairros

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
15 de julho de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura