De cara nova

Muitos fogem, mas chega uma hora em que não é mais possível adiar uma reforma. Em tempos de crise, saiba como mudar sua casa sem gastar horrores e sem dor de cabeça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/05/2016 12:57 / atualizado em 13/05/2016 13:07 Lilian Monteiro /Estado de Minas

Decidida a reforma, o primeiro passo é colocar cada gasto na ponta do lápis e permitir que a criatividade fale mais alto. Não saia quebrando tudo sem planejamento. Sabendo o que quer, garimpe móveis, fique de olho em lojas de topa-tupo, brechós e antiquários, não dispense uma liquidação e aposte em acabamentos mais em conta. E aprenda a tirar o melhor partido de cantos que pareciam perdidos, mas que podem se transformar em lugares preciosos e de destaque.

Transformar a decoração da casa não precisa ser o equivalente A dor de cabeça. É possível, sim, repaginar o lar gastando pouco dinheiro. É normal que a nossa casa ou escritório tenha alguma coisa que precise de reparo ou a gente queira mudar. E mesmo com o orçamento curto, é possível. Pensando nisso, a arquiteta e a designer de interiores Marcela Pousada, do escritório MP² Home Design, de São Paulo, revela o principal segredo de uma reforma eficiente: “O essencial é se programar. Ter em mente o que pretende ao certo fazer, quais intervenções serão necessárias, quanto pretende gastar. É importante lembrar que, por mais barato que possa ser, sempre aparece alguma surpresa na obra. Por isso, o ideal é se programar para gastar um pouco a mais do que o necessário, já que imprevistos ocorrem”.

 



Marcela Pousada afirma que é importante definir a melhor hora. “É bem complicado fazer uma reforma de grande porte com o cliente morando no local. Se a família tem condições de se ausentar por um tempo, seja uma viagem, ou outro lugar para ficar, por mais que pese um pouco no orçamento o tempo e a qualidade da obra serão totalmente diferentes do que com o cliente morando lá. Caso não seja possível, tenha em mente que uma reforma requer muita paciência. É ideal não ter crianças ou animais por perto, pois podem atrapalhar o andamento ou até mesmo se machucar. Proteger os móveis, piso e demais itens que serão mantidos após a reforma é importante.”

Banheiro antes da reforma - ARQUIVO PESSOAL Banheiro antes da reforma
A arquiteta lembra que é preciso ter consciência de que qualquer obra tem riscos. “O que mais tenho precaução é com o uso de material de segurança. Se for o caso de demolir uma parede ou fazer um novo forro de gesso, todos devem usar equipamentos de segurança. Lembre-se sempre de contratar equipes de confiança, desde o empreiteiro, marmorista e marceneiro. A mão de obra não especializada é o que mais causa problemas tanto para os clientes quanto para os arquitetos. Tem muita gente boa no mercado! Porém, há pessoas não especializadas que prejudicam a imagem e danificam a qualidade final da obra. Fiquem sempre atentos. Pontualidade e comprometimento, atendimento e educação são fundamentais para qualquer fornecedor.”

ESCOLHAS Na reforma, Marcela enfatiza que é fundamental fazer escolhas certas. “Hoje, o mercado oferece inúmeras opções de revestimentos, novas marcas sempre aparecem com melhor preço. Sempre indico marcas tradicionais e de confiança no mercado. O que parece mais barato num primeiro momento pode não ser a melhor opção a longo prazo, podendo gerar manutenção e não ter a garantia que esperamos. Gosto bastante dos pisos vinílicos, porque são versáteis e deixam a obra mais limpa. Dependendo do caso, podem ser instalados por cima de um piso cerâmico antigo, dando nova cara para o ambiente. Há versões modernas que imitam madeira, porcelanato, e até cimento queimado, que é a moda da vez!”

 

Pequenos detalhes e objetos coloridos mudam completamente o visual do banheiro - ARQUIVO PESSOAL Pequenos detalhes e objetos coloridos mudam completamente o visual do banheiro

 

Marcela indica trocas de materiais mais caros por outros mais em conta sem deixar que o ambiente tenha cara de um ambiente requintado, chique, com ares de luxo, mas gastando pouco. “O papel de parede é um item que já esteve fora de moda, mas voltou com força total. Gosto muito do efeito que ele dá em qualquer ambiente. Muda a cara do espaço, traz requinte, aconchego pelo toque e textura. É um material versátil, fácil de aplicar. Caso seu orçamento esteja muito apertado para o papel de parede, contrate um bom pintor. As empresas de tinta têm algumas com efeitos especiais que dão a sensação de um papel linho ou cimento queimado, por exemplo. É uma ideia mais barata. Trocar o tecido do sofá e cadeiras é outro exemplo que pode mudar a cara do seu mobiliário. E gastando pouco.”

Dicas descoladas

1) Parede de lousa: o legal dessa escolha é a possibilidade de os moradores deixarem recadinhos na parede do ambiente

2) Cobrir azulejo: é possível com adesivos (um a um), com tecidos, papel de parede ou chapas de MDF ou outro material, inclusive formando desenhos e mosaicos. Há ainda tintas próprias que evoluíram muito, à base de água, que têm acabamento mais bonito, são laváveis, resistentes e encontradas em várias cores

3) Mix de estampas: invista na troca de almofadas – coloridas, estampadas, listras, florais, com texturas, certamente não vão passar despercebidas. Aposte nas capas, bem mais baratas

4) Piso: pode ser renovado com laminados ou revestimentos cimentícios, que dão um belo acabamento, têm diversas cores e podem até ser aplicados na parede

5) Tinta: uma nova cor com troca de adornos na decoração cria um outro ambiente e dá a sensação de uma reforma e tanto. O importante é saber harmonizar as cores e o
espaço da casa

6) Papel de parede: solução prática e simples com opção de preços

7) Luminárias: uma nova peça vai dar uma outra personalidade para o ambiente, gastando pouco e sem trabalho. Uma pequena mudança que faz diferença

8) Profissional: apesar de muitos terem aptidão para o “faça você mesmo”, nunca é demais avisar que a assessoria de um profissional evita erros, dor de cabeça e, no fim, sai mais barato. Acredite.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
06 de dezembro de 2018
03 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura