Troque o piso da sua casa sem quebra-quebra

Revestimento pode ser assentado sem a necessidade de retirar o acabamento antigo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 18/12/2016 09:08 / atualizado em 28/12/2016 08:50 Gustavo Perucci /Estado de Minas
Porcelanato líquido é uma boa opção para trocar o piso. Além do alto brilho, ele não tem emendas - Liquid Porcelain/divulgação Porcelanato líquido é uma boa opção para trocar o piso. Além do alto brilho, ele não tem emendas


Barulho, poeira, bagunça, casa toda fora do lugar... Muita gente se arrepia só de pensar em reformar a casa, mesmo que a vontade seja de dar uma cara nova a um ou vários ambientes. Mas é possível não se estressar durante uma obra, principalmente se a intenção é renovar o revestimento de paredes e pisos. E o melhor: além da praticidade, economia e velocidade, a alternativa é ecologicamente correta. Alguns cuidados, porém, precisam ser levados em conta antes da empreitada.

O primeiro passo, segundo a arquiteta Sônia Andrade, é avaliar a viabilidade da obra, levando em conta, inclusive, o acréscimo de peso na estrutura do imóvel. “Quem pode fazer essa avaliação são engenheiros e arquitetos. É muito difícil ter algum problema em relação ao sobrepeso na estrutura do prédio, mas o recomendado, principalmente pela questão de segurança, é observar esse ponto”, orienta. Existem materiais mais leves que podem surgir como alternativa em caso de restrições, viabilizando a renovação.

Outro cuidado que deve ser observado antes da instalação do piso sobre piso é o estado do revestimento antigo. Se alguma peça estiver quebrada ou solta, será preciso uma intervenção maior. Se houver infiltrações e placas danificadas não será possível escapar do quebra-quebra. Sônia Andrade orienta que o profissional contratado pode ajudar nessa avaliação.

“Você mesmo pode fazer uma sondagem no piso antigo. Para verificar, bata com um martelo de borracha sobre as placas. Se o som for oco, significa que precisam ser removidas e, depois, niveladas com massa. Outro cuidado importante é já ajustar portas e soleiras, já que, mesmo com materiais finos, esse tipo de instalação aumenta a altura do piso”, afirma.

O mercado oferece várias opções de acabamentos e tipos de revestimento. Porcelanatos, porcelanato líquido, pisos vinílicos, cimentícios, cerâmicas, laminados (carpete de madeira), madeira e até granito. E podem ser instalados sobre diversas superfícies, inclusive taco. Lembrando que o piso antigo deve estar em boas condições.

TIPOS DE REVESTIMENTOS


» CERÂMICA: Porcelanato e cerâmica podem ser instalados sobre acabamentos similares. A preparação exigida é a o uso de lixa, serra ou ponteira de ferro para fazer rasuras nas placas antigas. Assim, o material fica mais poroso e com melhor aderência.

» SLIM: O porcelanato slim tem espessura menor que o comum, entre 3mm e 8mm. Além do manuseio facilitado, reduz a sobrecarga na edificação. Para esse material é recomendado o uso de argamassa específica. Entre as vantagens, está a alta resistência e a possibilidade de ser assentado sobre cerâmica, porcelanato, granito, mármore e outros.

» VINIL: O laminado feito a partir de PVC se adapta a vários tipos de acabamentos, como laje de concreto, mármores e granitos polidos, cerâmicas e porcelanatos (com juntas de até 5mm) e placas cimentícias. Evite aplicá-lo sobre cimento queimado ou madeira. Antes da colocação, o piso antigo deve estar limpo e seco, bem nivelado e, se necessário, impermeabilizado. Em materiais porosos, cerâmicas ou porcelanatos é necessário o uso de primer ou demão de adesivo de duplo contato. Como o vinil é flexível, o nivelamento do piso deve ter qualidade, pois as imperfeições serão percebidas após a reforma.

» LAMINADO: Pode ser instalado sobre madeira, azulejo, porcelanato ou cerâmica. O piso antigo deve estar limpo, nivelado e livre de umidade. Assim como o vinil, tem dois sistemas de encaixe, clicado ou colado, mas é menos resistente à água.

» MADEIRA: Se dinheiro não é o problema, a madeira maciça é uma opção resistente e bem bonita. É possível instalar sobre cerâmicas, porcelanatos e cimento queimado. Para a aplicação, é necessário lixar a superfície antiga para a remoção de resíduos, como vernizes ou ceras, para melhorar a fixação da cola. Depois, limpe o local. A madeira não aguenta muita água, então é necessária a impermeabilização em locais úmidos.

» CIMENTÍCIO: Pode ser instalado sobre qualquer tipo de superfície, evitando somente a madeira. Utilizando argamassa específica para piso sobre piso, basta nivelar e limpar bem o antigo acabamento para a reforma.

» PORCELANATO LÍQUIDO: É basicamente uma resina aplicada diretamente no piso antigo, que só necessita de uma boa limpeza como preparação. Suas características são o altíssimo grau de brilho e ausência de emendas. O acabamento perfeitamente liso é nivelado na aplicação do produto. Dois materiais são utilizados para o efeito de porcelanato: a resina epóxi e a de poliuretano. Pode ser aplicado sobre vários tipos de pisos. Só não é indicada sua instalação sobre pisos laminados ou de madeira.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
06 de dezembro de 2018
03 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura