Intrusos

Aprenda como se livrar das pragas urbanas e evite visitas indesejadas

Prevenção ainda é a melhor forma de manter insetos longe de casa, especialmente durante o verão. Mas, quando nível de infestação é muito alto, melhor opção é procurar empresas especializadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/01/2018 14:29 / atualizado em 16/01/2018 14:38 Herlane Meira* /Estado de Minas
Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 24/2/10

Verão é época de sol, céu azul, cachoeira e praia. Mas a estação mais quente do ano não traz apenas diversão. O calor, aliado a maior umidade do ar e ao aumento da vegetação traz condições favoráveis para o aparecimento de hóspedes indesejáveis em casa: as pragas urbanas. Baratas, formigas, cupins, moscas, mosquitos e ratos, entre outros intrusos, que se aproveitam do clima mais quente para se reproduzir. Especialistas orientam que, para evitar que a proliferação de pragas ponha em risco a saúde da família, algumas medidas básicas são essenciais na hora da prevenção.

Segundo o biólogo José Junio Silva, responsável técnico da Insetan, empresa especializada em controle de pragas que atua no mercado de Belo Horizonte, dois fatores influenciam na maior incidência de insetos e roedores nesse período: temperatura alta e umidade. “A chuva expulsa a maioria desses insetos de suas tocas, fazendo-os procurar abrigo. Eles acabam perdendo ninhos e invadem as casas atrás de novo local para se reproduzir e se alimentar”, afirma.

O biólogo José Junio Silva, responsável técnico da Insetan, alerta que temperatura alta e umidade atraem ainda mais insetos - Insetan/Divulgação O biólogo José Junio Silva, responsável técnico da Insetan, alerta que temperatura alta e umidade atraem ainda mais insetos
Além de prejudicar a população com danos materiais - uns devoram alimentos e outros destroem móveis, como os cupins -, há os possíveis malefícios à saúde. “Quando esses insetos invadem as casas, eles geram um desconforto para as pessoas. Há o pânico, o medo de alguns tipos de pragas, como baratas. E, como esses insetos normalmente ficam escondidos em locais sujos, eles podem carregar, micro-organismos nocivos à saúde, por onde eles passam. Fora os animais peçonhentos, que acabam invadindo as residências”, explica o biólogo.

O especialista ressalta que alguns cuidados são necessários para combater a multiplicação dessas espécies dentro de casa e minimizar o risco de infestação. “Deixar o lixo bem tampado, descartar objetos em desuso, vedar ralos, sempre deixar os alimentos bem protegidos e manter a organização e a limpeza do ambiente são algumas ações que podem prevenir invasão dessas pragas urbanas, independentemente da época”, assinala José Junio Silva.

CONTROLE

A higienização dos ambientes é fundamental para a prevenção de infestações de pragas urbanas. Porém, mesmo com a adoção de algumas medidas para evitar esses hóspedes indesejados, a invasão e a reprodução ainda são um risco. E quando a situação foge de controle nas residências, é hora de contratar uma empresa especializada na área.

Lixo em lotes vagos ou na rua contribuem para o aparecimento de ratos, baratas e outros intrusos  - Jair Amaral/EM/D.A Press - 30/1/14 Lixo em lotes vagos ou na rua contribuem para o aparecimento de ratos, baratas e outros intrusos

No entanto, a atividade de controle de pragas, para ser segura, deve seguir uma série de procedimentos estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão ligado ao Ministério da Saúde. É preciso ficar atento, pois, além da ineficácia, a aplicação de produtos químicos em um imóvel sem os devidos cuidados traz o risco de intoxicação.

O presidente da Associação Mineira das Empresas Controladores de Pragas (Minasprag), Flávio de Souza Quadra, orienta que toda empresa especializada em controle de pragas é obrigada a ter alvará da vigilância sanitária, licença ambiental e um responsável técnico, que pode ser biólogo, químico, engenheiro agrônomo, farmacêutico, veterinário ou engenheiro sanitarista.

Ele afirma que, além de contratar o serviço de algum profissional, a população também precisa fazer sua parte com controle químico, organização e limpeza. “Há lojas que vendem produtos com explicações para o uso com segurança, que são licenciados pelo Ministério da Saúde e podem combater essas infestações dentro de casa. Mas o mais importante é ficar atento se existe algum local próximo à sua residência que possa contribuir para o aparecimento desses seres indesejáveis”, diz. Nesse caso, a população precisa entrar em contato com o órgão público responsável pela limpeza daquele local. “O poder público é muito atuante nessas situações, porém, na hora fiscalizar e prevenir, as denúncias são essenciais”, completa.

* Estagiária sob a supervisão da subeditora Elizabeth Colares

Tags: pragas urbanas combate roedores insetos

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
15 de dezembro de 2018
13 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura