Tudo no seu lugar

Hábito da organização deve ser estimulado desde cedo entre as crianças

Uso de prateleiras, nichos, caixas e armários ajuda na sistematização dos espaços infantis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 31/01/2018 14:48 / atualizado em 31/01/2018 14:55 José Alberto Rodrigues* /Estado de Minas
Ilustração/EM

A bagunça causada pelas brincadeiras e a agitação da idade podem se grandes inimigas na hora da organização do quarto das crianças. Roupas desarrumadas, brinquedos espalhados, objetos jogados para todos os cantos. Manter um espaço infantil arrumado é uma tarefa árdua, pois nem sempre a criança tem o costume de colocar seus pertences no lugar correto. O hábito da organização deve ser estimulado durante toda a formação dos pequenos e alguns objetos podem ajudar os pais e as crianças a estabelecer um lugar para cada brinquedo e a criar uma rotina.

Antes de começar a organização dos quartos dos pequenos, uma ideia é o desapego daqueles objetos que a criança não usa mais ou que estão estragados. Essa ação, além de reduzir o acúmulo de itens desnecessários, pode ser uma ótima forma de colocar brinquedos ou roupas para a doação.

Existem muitas dicas e empresas que lidam com a arrumação de ambientes e sempre recomendam o uso de prateleiras, nichos, caixas e armários para ajudar na sistematização e organização de espaços infantis.

Adriana Zoni, personal organizer e proprietária da Bee Organiza, ressalta que esses compartimentos devem estar em locais de fácil acesso para a criança, pois auxiliam o pequeno tanto na hora de retirar os brinquedos ou materiais quanto na hora de guardar. “Olhar a altura dos objetos e móveis em relação às crianças é fundamental, pois ajuda tanto na hora de pegar quanto ao colocar de volta. Ao guardar os brinquedos, é importante pensar no peso também. Objetos pesados e os que as crianças mais usam devem ficar em níveis mais baixos e de fácil acesso. Em relação a peças organizadoras, deve-se evitar materiais de madeiras e optar por plásticos ou materiais mais leves”, comenta.

COMPARTIMENTOS

Uma outra orientação dada pela personal organizer é sobre o momento de colocar os brinquedos em caixas ou outros compartimentos “Uma indicação é a separação dos brinquedos por categorias, por exemplo, carrinho com carrinho, bonecas com bonecas, facilitando a organização e a da própria criança. Há ainda a opção de separá-los por cores e o uso de etiquetas para ficar mais fácil quando precisar guardá-los novamente”, aconselha Adriana Zoni.

“Acomodar os brinquedos e materiais em caixas transparentes e etiquetar essas caixas com o nome dos objetos, caso a criança saiba ler, é uma ótima dica porque facilita para achar algum brinquedo. Caso ela não saiba ler ainda, usar figuras e imagens indicativas contribui bastante”, pontua.

Essas táticas, além de harmonizar o ambiente e tornar os brinquedos mais atraentes para as crianças, facilitam na hora de procurar o objeto e guardá-los. “Importante é sempre orientar a criança para quando acabar a brincadeira colocar o objeto de volta no lugar. A organização é um hábito que deve ser estimulado”, finaliza.

RECICLAGEM

Existem muitos materiais na nossa casa que nos ajudam a manter o quarto em ordem. Está sem dinheiro para comprar móveis ou utensílios para ajudar na organização dos quartos? A ideia é utilizar objetos que estão parados ou que podem ser adquiridos facilmente. Baldes, potes de sorvete, fruteiras, caixotes de feira, cestos plásticos, latas e copos são algumas opções que podem ajudar nessa organização. Baldes podem virar o abrigo dos carrinhos ou ursos de pelúcias; potes de sorvete podem armazenar algumas miudezas; caixotes de feira podem se tornar ótimas peças decorativas para expor brinquedos. As latas podem guardar lápis, canetinhas e pincéis.

Na falta de armários, o uso de ganchos nas paredes facilita na praticidade do cotidiano. Sapateiras antigas também podem servir para guardar objetos. Ressignificar objetos para reduzir os custos é uma forma de ampliar as possibilidades nas formas de organização.

Neste momento, a criatividade é fundamental. Érica Duarte, coordenadora da divisão de organização da Telhanorte, ressalta a importância da reutilização de objeto nessa organização e como isso vem crescendo: “Tem que pensar: o que eu posso usar pra fazer um uso diferente?. E tenho visto muito isso. Uma caixa pode ser usada para muitas coisas. Ficou velha? Dê um ou outro significado a ela”, comenta.

Essa construção de objetos reciclados para uso como organizadores ajuda também no crescimento da criança. “Esse 'faça você mesmo' aguça a criatividade do pequeno, pois como foi ela quem fez, gera um carinho e um apego àquele objeto. Uma assinatura. Ajudando na construção do próprio quarto e da criança.” Esse construtivismo deve ser construído com os pais.

Érica cita algumas dicas de como reutilizar objetos: “Uma ideia é usar caixotes de feira, pintá-las e depois envernizar a peça para guardar objetos. Pegar uma lata de achocolatado, forrar com algum tecido e ela pode surgir como um porta-lápis. Uma ripa de madeira pode se tornar uma prateleira ou apoio para livros. Não há limites para a criatividade”, finaliza Érica.

CUIDADOS

Existem muitos objetos que podem virar organizadores. Na hora da arrumação, vale tudo e os materiais reciclados são uma ótima dica. Além de ser uma ideia sustentável, eles podem se tornar lindas peças decorativas. Criatividade, praticidade e o uso da imaginação contam muito na hora de colocar tudo em ordem. Qualquer produto é bem-vindo, desde que garanta a segurança da criança.

“Não se pode pensar só na decoração, é preciso pensar na segurança da criança, na proteção. E a faixa etária vai regulando isso. O uso de cantoneiras ou travas pode ajudar na proteção das crianças”, ressalta a coordenadora da divisão de organização da Telhanorte.

 * Estagiário sob a supervisão da editora Teresa Caram
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
20 de novembro de 2018
19 de novembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura