Perigo espalhado por toda a casa

Ligar vários aparelhos juntos no mesmo benjamim representa grande risco

Utilização incorreta dos Ts compromete a segurança da edificação, principalmente quando não atende às recomendações dos projetos elétricos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/05/2018 13:53 / atualizado em 24/05/2018 13:58 Augusto Pio /Estado de Minas
Ilustração/Danilson

No Sul e Sudeste, ele é conhecido como benjamim, porém em outras regiões do país, é chamado de T ou T-extensão. O fato é que esse multiplicador de tomadas está presente em todas as casas, no mundo inteiro, e muitas pessoas o usam de maneira incorreta, o que pode trazer sérios riscos aos locais onde estão instalados. Infelizmente, o uso desse equipamento nem sempre recebe a devida importância com relação às recomendações dos projetos de instalação elétrica. Assim, problemas sérios como perda de energia, incêndios, choques e queima de aparelhos domésticos são recorrentes, principalmente em domicílios.

Para se ter uma ideia, de acordo com Mágino Alves Barbosa Filho, Secretário de Segurança Pública de São Paulo,o incêndio que levou ao desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, em São Paulo, no Dia dos Trabalhadores, foi ocasionado por uma tomada no quinto andar do prédio. As informações é que nesse local estava instalado um benjamim, que repassava a energia para um micro-ondas, uma televisão e uma geladeira. Isso acabou ocasionando um curto-circuito que se transformou em um incêndio de grandes proporções, culminando com a queda do prédio.

Muito embora a causa desse incêndio ainda não tenha sido concluída, tudo sugere que a má utilização de adaptadores, além da qualidade e do estado desses equipamentos, pode ter interferido diretamente na ocorrência dessa fatalidade. Assim, antes de instalar um benjamim em casa, é importante buscar orientações para que o mesmo seja colocado da maneira correta, o que poderá evitar acidentes futuros. “Normalmente, o uso do benjamim se faz necessário em casos ondeas instalações são antigas (acima de 20 anos), o número de tomadas das edificações não seja suficiente para alimentar a quantidade de eletro eletrônicos e eletrodomésticos e nas instalações em que não se aplicaram os critérios estabelecidos pela norma NBR5.410 2004/ABNT, que determina o número mínimo de tomadas para uso geral e de uso específicos em uma edificação.

SUPERAQUECIMENTO

De acordo com o engenheiro e supervisor do Centro de Capacitação em Tecnologia (CCT) do Grupo Loja Elétrica, João Carlos Lima, a seção mínima do condutor para alimentação de tomada é de 2,5mm², que suporta uma corrente de 21A, suficiente para diversos aparelhos ao mesmo tempo. “Ao utilizar o benjamim para ligar vários equipamentos a uma mesma tomada, pode ocorrer uma má conexão dos pinos, o que certamente provocará um superaquecimento no ponto, deteriorando a isolação e tornando extremamente perigoso”, alerta.

"As tomadas hoje são em módulos, o que permite uma configuração em até três no mesmo ponto, o que certamente evitará aquecimentos irregulares" - João Carlos Lima, engenheiro elétrico da Loja Elétrica
Conforme João Carlos, muitos incêndios residenciais se iniciam pelo mau uso do benjamim e das extensões de tomadas. “Além disso, o aquecimento dos fios colabora para o aumento do preço na conta de luz e desperdícios de energia elétrica. Para não haver problemas, alguns cuidados são necessários. Ao aumentar a potência de uma tomada, usando eletrodomésticos em um T, deve-se aliviar outras que estejam ligadas no mesmo circuito, para não sobrecarregá-lo”, aconselha o engenheiro.

“Uma maneira de reduzir o uso do benjamim é aumentar o número de tomadas nomesmo ponto. As tomadas hoje são em módulos, oque permite uma configuração em até três no mesmo ponto, o que certamente evitará aquecimentos irregulares”, alerta João Carlos. Ele ressalta que a segurança em eletricidade deve receber atenção redobrada, para prevenir acidentes que podem ser causados por instalações elétricas inadequadas. Crianças, principalmente, devem ser educadas desde cedo sobre os perigos e uso adequados dos equipamentos elétricose eletrônicos.

“Em resumo, nunca devemos utilizar um benjamim conectado a outro e não sobrecarregar um ponto de tomada, mas sim distribuir os Ts por outros pontos da casa, para dividir a potência da rede de maneira mais homogênea. A utilização de filtro de linha é mais seguro, uma vez que substitui o benjamim com maior segurança”, aconselha o engenheiro.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
06 de dezembro de 2018
03 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura