Impacto na produtividade

Empresas da construção civil proporcionam saúde, segurança e qualificação aos trabalhadores do setor

Essas práticas favorecem aumento da qualidade e do desempenho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
O grupo Patrimar também estimula a participação de seus colaboradores em trabalhos voluntários e com doações por meio do projeto Construindo o Bem - Patrimar/Divulgação O grupo Patrimar também estimula a participação de seus colaboradores em trabalhos voluntários e com doações por meio do projeto Construindo o Bem

Práticas sociais direcionadas aos funcionários podem transformar a vida dentro dos canteiros de obras. Essas iniciativas que visam às melhorias nas condições de trabalho, na prevenção de acidentes e na promoção da saúde devem fazer parte de uma gestão empresarial mais humana e sustentável. O setor da construção civil tem investido cada vez mais em ações para elevar os profissionais que atuam no setor, resgatando a cidadania dessa categoria profissional. Promovendo um desempenho saudável e seguro do funcionário, faz com que ele reconheça e valorize sua importância dentro da cadeia produtiva.

Para Sylvia Helena Costa, supervisora do Departamento de Serviço Social do Serviço Social da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Seconci-MG), as práticas voltadas para a prevenção de acidentes e a promoção de saúde para o funcionário favorecem um aumento da qualidade e produtividade dos serviços oferecidos. “Um trabalhador hígido, que goza de boa saúde, estimulado e com oportunidades de melhorias contínuas e crescentes em sua qualificação, produz mais e melhor, aperfeiçoa seu desempenho”, afirma.

Segundo a supervisora, quando esses benefícios se estendem para familiares, há uma confluência dos vínculos e relação com a empresa de forma positiva, afetando a capacidade produtiva e o apreço pelo trabalho que realiza. “Se seus dependentes são amparados por serviços e ações de promoção à saúde, isso também repercute e influencia sua relação com o trabalho, com seu empregador.”

Praticar e exercer a responsabilidade social dentro da construção civil é uma ação que valoriza a mão de obra, já que ajuda no desenvolvimento e aperfeiçoamento do potencial dos funcionários. “Ao proporcionar um ambiente de trabalho saudável, que respeita as leis trabalhistas, que observa com propriedade as normas e necessidades de saúde e segurança, a indústria da construção mostra que valoriza sua categoria profissional, que se preocupa com uma atuação sustentável”, reforça. Para Sylvia Helena, a sustentabilidade precisa de ‘recursos humanos saudáveis, motivados e tecnicamente capacitados’.

A oferta de serviços de saúde, como a disponibilização de atendimento médico e odontológico para os trabalhadores das empresas associadas e seu núcleo familiar, é uma das iniciativas. Um exemplo vem do Grupo Patrimar, em parceria com o Seconci-MG, que leva atendimento odontológico até o canteiro de obras. De acordo com Grasiele Costa, gerente de recursos humanos da Patrimar, a relação da construtora com os funcionários é de muito cuidado e respeito. “A empresa tem investido cada vez mais no seu colaborador, por entender que somente assim alcançará o crescimento que deseja. Além das questões de promoção da saúde, a empresa realizou em 2018 várias ações voltadas para o desenvolvimento e bem-estar do funcionário”, explica.

INICIATIVAS

Além da disponibilização da Unidade Móvel Odontológica, que possibilita a realização de procedimentos odontológicos básicos no próprio local de trabalho, a Seconci promove diversas ações e campanhas de educação em saúde e segurança, de forma a fomentar uma cultura prevencionista, visando conscientizar o público com o qual interage para a adoção de hábitos de vida saudáveis e de uma atitude sempre alerta para a prevenção de acidentes e doenças.

A gerente de RH conta que há também ações como palestras e oficinas, além de outras pontuais dentro do canteiro de obra e em horário de trabalho. “Nosso público é muito carente. Essas ações possibilitam que eles tenham um cuidado mínimo, que muitas vezes não é a realidade deles”, afirma Grasiele Costa.

"Um trabalhador hígido, que goza de boa saúde, estimulado e com oportunidades de melhorias contínuas e crescentes em sua qualificação, produz mais e melhor, aperfeiçoa seu desempenho" - Sylvia Helena Costa, supervisora do Departamento de Serviço Social do Seconci-MG
“Um exemplo é a realização de projetos como o Construindo Saúde, que leva até os canteiros de obras, profissionais que fazem palestras específicas e elucidativas sobre temas relacionados à saúde e aferições básicas da pressão arterial e glicemia - uma forma de chamar a atenção para a necessidade de verificar regularmente as condições da própria saúde e recorrer ao auxílio profissional, sempre que necessário”, conta Sylvia Helena sobre as ações rotineiras e assíduas relacionadas à saúde e segurança, voltadas para a prevenção de acidentes e doenças.

O grupo Patrimar também passou a estimular a participação de seus colaboradores em trabalhos voluntários e com doações por meio do projeto Construindo o Bem. Afirmando a necessidade da construtora em disseminar a responsabilidade social na filosofia empresarial. A última ação recolheu donativos para a Casa de Apoio Amor à Vida, ONG que presta suporte a crianças portadoras de doenças crônicas e seus familiares, localizada no Bairro Itapoã, na Região da Pampulha.

FEEDBACK

Para a supervisora da Seconci, o principal retorno recebido pelos funcionários é a mudança de comportamento em relação à própria saúde e segurança. “Quanto mais informado, mais consciente o trabalhador fica em relação aos cuidados que deve ter com sua saúde e segurança. Ele passa a vir periodicamente para o tratamento odontológico, para manutenção de sua saúde bucal, e não apenas quando tem uma dor de dente. Ele passa a verificar regularmente sua pressão arterial ou controlá-la, quando descobre ser hipertenso”, diz. Com isso, as empresas podem estar sempre monitoradas, garantindo uma melhor inserção nesse segmento produtivo, ‘pautada pelo respeito à sua cidadania’.

É uma forma de o setor promover a cidadania e elevar a qualidade de vida dos funcionários da construção civil, de mantê-los motivados e identificados com o segmento produtivo onde trabalham. “Ao oferecer benefícios e viabilizar ações educativas de saúde e segurança, as empresas realizam uma boa gestão de pessoas, do capital humano que sustenta o setor.”

* Estagiário sob a supervisão da editora Teresa Caram
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
19 de fevereiro de 2019
14 de fevereiro de 2019