Arquitetos querem construir hotel com mais de 14 andares totalmente feito com contêineres

Projeto de escritório chinês dá nova dimensão a tendência mundial e é aposta para ganhar prêmio da área

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/05/2014 12:11 / atualizado em 09/05/2014 12:43 Joana Gontijo /Lugar Certo
OVA Studio/Divulgação
A tendência das construções feitas em antigos compartimentos de carga ganha força a cada dia e se espalha pelo mundo com rapidez, provando que é muito mais que um mero modismo. Os diferenciais e vantagens das casas-contêiner conquistam um número crescente de adeptos, e agora já começam a agradar profissionais interessados em propostas totalmente inovadoras. Não apenas adequados para projetos residenciais, esses modelos encontram espaço também em obras corporativas, grandiosas e de maior alcance, como é o caso deste audacioso conceito de um escritório chinês de arquitetura.


OVA Studio/Divulgação
A ideia dos integrantes do OVA Studio, baseado em Hong Kong, é erguer um hotel, com altura equiparada a um edifício de 14 andares, completamente composto por contêineres empilhados, planejadamente dispostos. O projeto, denominado Hive-inn, é a aposta dos designers para concorrer na edição deste ano do prêmio Inovações Radicais. O desenho foi concebido para que o prédio seja feito inteiramente com material reutilizado.

Para que todos os contêineres possam ser colocados uns sobre os outros de maneira segura, os arquitetos especificaram uma base por estrutura metálica, o que permite ainda que a construção se transforme em formatos diversificados, facilmente alteráveis. Além da extrema praticidade da obra, na proposta chinesa os contêineres também proporcionam agilidade, eficiência e funcionalidade – eles podem ser trocados sem alterações significativas, e no mesmo dia.
OVA Studio/Divulgação
Os benefícios para o meio ambiente são evidentes – começam pelo simples fato de dispensar matéria-prima nova e altamente poluente. Mas os autores estendem as possibilidades e encaram o trabalho como uma alternativa para publicidade e venda de espaços. O viés comercial partiria do uso exclusivo de determinada marca em cada um dos contêineres. Deste modo, além de contar com a exibição exterior, as empresas também poderiam aproveitar a parte interna da estrutura para instalar o showroom ou para criar acomodações temáticas.
OVA Studio/Divulgação
Na apresentação do Hive-inn, os arquitetos complementam que, ainda que apareça primeiro como um hotel, o mesmo projeto poderia ser modificado para se adaptar a outros tipos de ocupação, como, por exemplo, abrigar um hospital. Os vencedores do prêmio Inovações Radicais serão anunciados durante a Hospitality Design Expo, que acontece a partir do próximo dia 14, em Las Vegas.

Tags: sustentabilidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
22 de julho de 2017
20 de julho de 2017
17 de julho de 2017