Novo conceito

Bar dentro de casa está de volta esbanjando estilo e bom gosto

Para evitar a condenável combinação álcool e direção e fugir da violência, projetos de arquitetura privilegiam espaços para beber e degustar no próprio lar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 10/03/2014 13:04 / atualizado em 10/03/2014 13:24 Lilian Monteiro /Estado de Minas
Neste tipo de bar-adega criado por João Freire, Joel Azevedo e Kelle Azevedo, as cores quentes dão aconchego e a distribuição inteligente das garrafas é destaque - Lider Interiores/Divulgação Neste tipo de bar-adega criado por João Freire, Joel Azevedo e Kelle Azevedo, as cores quentes dão aconchego e a distribuição inteligente das garrafas é destaque
Os bares em casa estão de volta esbanjando estilo. E, por favor, não são aqueles móveis pesados, grandes, recheados de detalhes, em mogno ou de madeira escura, que causam arrepios. Pense em linhas retas, peças clean, móveis com dupla função, com tecnologia ou mesmo exibindo ar retrô ou vintage.

O bar de 2014 chega para unir o prazer de beber, que deve ser moderado, com a decoração atual e a garantia da segurança. Em tempos de Lei Seca, podemos dizer que é uma ideia responsável. Lembre-se que o Congresso Nacional aprovou, no fim de 2012, uma atualização que tornou a lei mais rígida e eficaz. Agora, nenhuma quantidade de álcool é tolerada no bafômetro. A rigidez e a maior fiscalização fizeram com que os hábitos mudassem. E diante da violência, com assaltos batendo recordes, nada como reunir amigos e família em casa.


No projeto do arquiteto Luís Fábio Rezende de Araújo, o bar é todo de vidro com parede de espelho - Daniel Mansur/Divulgação No projeto do arquiteto Luís Fábio Rezende de Araújo, o bar é todo de vidro com parede de espelho
O bacana é que as opções são muitas. Se for tradicional, pode investir no balcão com bancos (mas não deixe a nostalgia resgatar o ‘móvel’ bar). Se gosta do moderno, quem sabe um modelo hightech ou com espelho e materiais inovadores? Escolhas diferentes, elegantes e que trazem beleza para qualquer ambiente são cristaleiras, mesas com bandejas, armários ou bufês em madeira usados como bar. Por isso, cada vez mais projetos arquitetônicos dão espaços a esse costume, mais confortável e privado.

A arquiteta Marina Dubal, do escritório DAD Arquitetura, recomenda montar o bar integrado a outros ambientes como sala de estar e espaço gourmet. “Muitas pessoas valorizam o convívio social em casa e o bar montado, por exemplo, ao lado da cozinha, numa bancada atrás do sofá ou na varanda, é opção interessante.” Ela dá outras ideias, como projetar um móvel incorporado à adega ou, se o espaço for pequeno, a dica do carrinho é ideal. “Carrinho de estilo retrô, usado como mesa lateral, agrega charme.”

Para Marina, a área de bar precisa se adequar ao ritmo de vida de cada um. No entanto, ela alerta que só não cabe aquele móvel antigo, da década de 1980, pesado e rebuscado. “Hoje, ele não combinaria. O indicado seria um modelo embutido, prático, mais leve e que ocupe menos espaço.” Ela lembra de um elemento essencial nesse tipo de ambiente: “Espaço para sentar é crucial. É necessário ter esse suporte, já que as pessoas vão passar um tempo focadas na degustação e conversando”.

ESPELHO
A arquiteta Marina Dubal criou uma bancada de madeira com banquetas integradas à adega - Henrique Queiroga/Divulgação A arquiteta Marina Dubal criou uma bancada de madeira com banquetas integradas à adega
A tendência do mineiro de receber em casa é uma tradição apontada pelo arquiteto Luís Fábio Rezende de Araújo como outro motivo para a volta dos bares, intensificada pela Lei Seca. “O bar hoje se apresenta de várias formas. Na cozinha gourmet pode ter uma estante com as bebidas ou uma mesa integrada com a sala ou com a cozinha. A mesa seria o móvel de apoio. Aliás, esse apoio é fundamental e outras peças assumem esse papel, como a bandeja.”

Luís Fábio lembra outros objetos essenciais: “É importante pensar em gavetas para guardar acessórios, saca-rolhas, guardanapos, abridores e talheres. Uma adega e um frigobar são sempre bem-vindos. Se possível, vale a pena uma cuba para a lavagem de alguma peça quando necessário. Assim, não fica dependente da cozinha principal”.
Projeto criado pelos arquitetos Edwiges Leal e Eduardo Beggiato é intimista, aconchegante e ideal para os anfitriões relaxarem e receberem os amigos - Lider Interiores/Divulgação Projeto criado pelos arquitetos Edwiges Leal e Eduardo Beggiato é intimista, aconchegante e ideal para os anfitriões relaxarem e receberem os amigos
Solução para quem tem pouco espaço e não pode criar uma área para bar é colocar uma champanheira na mesa de centro. “Sem tanta área livre, um cliente me pediu um projeto para expor suas taças e coleção de vodka. A saída foi criar uma prateleira de vidro e para dar amplitude espelhar uma parede da sala de jantar. A bebida ficou presente, ao lado da mesa de jantar e atrás de um painel ripado, a adega.”

O arquiteto alerta sobre o principal erro na hora de ter esse ambiente em casa: exposição. “Não acho adequado dar tanto destaque à bebida. O ideal é que seja camuflada por um painel ou armário. Acho importante não dar muita informação, colocar abertamente no living. O risco é o ambiente ficar com cara comercial. Não precisa ser explícito.”

Tags: decoração

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura