Bem-estar vindo das cores

Projeto está levando o colorido para várias paisagens do Brasil. Em Salvador, nova pintura do Pelourinho agradou moradores e também é fomento ao turismo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 05/02/2010 14:50 Joana Gontijo /Lugar Certo
Casarões do Pelourinho, em Salvador (BA), tiveram tons originais restaurados - Lúcio Távora/Agência A Tarde Casarões do Pelourinho, em Salvador (BA), tiveram tons originais restaurados
A forma como as pessoas se relacionam com os ambientes e o que eles são capazes de inspirar está muito relacionada ao uso das cores. Um estudo mais aprofundado desses efeitos mostra como a cor é capaz de alterar o próprio estado de espírito, transformando a atmosfera e conferindo aos espaços novas sensações. Muito mais do que apenas uma pintura, renovar a decoração de casas, ambientes comerciais e fachadas significa melhorar a relação das pessoas com o local em que vivem, o que, ao final, pode resultar na melhoria da auto-estima e da qualidade de vida. Sair do branco, marrom, cinza e preto e abusar de tons quentes ou mais leves, como vermelho, laranja, amarelo, azul ou verde, buscando calor ou sensação de relaxamento, é um recurso prático que pode ter efeitos nunca imaginados.

Pensando nisso, um projeto está levando o colorido para várias paisagens do Brasil. Depois de passar por São Paulo, Rio de Janeiro e Pará, o Tudo de Cor para Você, da Coral, marca de tintas imobiliárias do grupo AkzoNobel, chegou a Salvador para transformar o Pelourinho, um berço da história e cultura do país, cujo lançamento aconteceu no último dia 28, com a presença de autoridades locais e artistas. Um total de 8,5 mil metros quadrados das fachadas de 56 casas e casarões antigos em uma parte tradicional entre o Largo do Pelourinho, a Ladeira do Carmo, as ruas do Passo, Taboão e Santo Agostinho, foram revitalizados com 3 mil litros de tinta. As novas tonalidades foram escolhidas em conjunto com o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), obedecendo às cores originais das construções, que incluem o Museu da Cidade, o Colégio Estadual Azevedo Fernandes, uma unidade do Senac, casas residenciais e comerciais.

Veja mais fotos da pintura em Salvador

A empresa trabalhou com 30 pintores profissionais, além de 20 pessoas da comunidade que foram especialmente capacitadas e contratadas como ajudantes de pintura, e a entrega final, na última quinta-feira de janeiro, contou com mais 350 funcionários da AkzoNobel fazendo uma grande festa para dar as pinceladas finais em um trecho da Ladeira do Carmo, antes da comemoração com shows de Olodum, Didá e Carlinhos Brown, padrinho da ação na Bahia. "Cor é alegria, e nós descobrimos que ela mexe com o astral das pessoas. Quando uma rua, uma casa, uma sala de estar está bem pintada, você se sente melhor, com mais energia. Levar cor para a vida das pessoas está no nosso DNA, no coração da empresa. Também pensamos em sustentabilidade, nesse caso envolvendo ações de responsabilidade social, já que incluimos a comunidade em um processo maior de melhoria da própria qualidade de vida", ressalta o presidente da AkzoNobel para a América Latina, Jaap Kuiper.

"Salvador não podia ficar de fora, e já é de longe a maior ação do projeto até agora. Quando falamos em Pelourinho, estamos falamos de algo importante para a cidade inteira, e que ainda figura com força no turismo nacional e internacional. É a nossa missão saindo do papel, colocada na prática. Queremos plantar a semente da cor", acrescenta Marcelo Abreu, gerente de relacionamento da AkzoNobel.

Leia a continuação desta matéria:
Festa para receber o colorido
Orgulho em colorir o Brasil
Transformando paisagens

Altamira Pita, professora e artista plástica, aprovou a recuperação da área histórica. A baiana do acarajé Roqueline Reis concorda e diz que as novas cores atraem turistas - Joana Gontijo/Portal Uai Altamira Pita, professora e artista plástica, aprovou a recuperação da área histórica. A baiana do acarajé Roqueline Reis concorda e diz que as novas cores atraem turistas

ALEGRIA

A baiana do acarajé Roqueline Reis, de 32 anos, nascida em Salvador, adorou a nova pintura. "Está muito lindo, e o Pelourinho é um sucesso. Isso ajuda a fomentar o turismo, e mais gente está vindo para ver as casas. A cor traz muita energia positiva, e eu achei maravilhoso", diz, quando a cidade já vive a energia do Carnaval, se preparando para receber milhões de foliões.

A professora e artista plástica Altamira Pita e Silva, 61, mora no Pelourinho há 41 anos e teve a fachada de sua casa renovada com a cor original. Representante de entidades culturais e do terceiro setor na cidade, ela chama atenção para a necessidade de uma ação contínua e aprofundada de revitalização da região que, desde 1999, quando houve a última pintura das casas, vinha sofrendo com a degradação. "Conheço outros países, e aqui a situação é difícil. O Pelourinho é um patrimônio cultural da humanidade que está degradado. Achei a iniciativa da Coral muito bem-vinda, mas que ela seja inspiração para um processo mais profundo que envolva a própria questão da moradia, com o poder público trabalhando em conjunto com a comunidade. Tem muita gente por aqui fazendo um trabalho de formiguinha para melhorar o Pelourinho, mas ainda falta incentivo. Eu mesma pedi mais tinta para pintar minha casa por dentro. A situação no interior da maioria das residências não é boa", pontua.

Já o engenheiro Carlos Porto, de 54 anos, morador de Salvador há 30 e responsável pelo processo de revitalização da Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Largo do Pelourinho, diz que participou da última reforma no final da década de 90, mas fica preocupado ao ressaltar que desde então nada mais foi feito. "De lá para cá, ninguém se preocupou em fazer a manutenção preventiva. O projeto da Coral é muito positivo, as cores que já são anteriormente determinadas foram padronizadas, e trouxeram alegria para a região. Mas gostaria que isso não fosse uma coisa rápida, mas sim contínua, com a preocupação em manter o que está começando agora".

Leia mais:
Harmonia que vem das cores

*A repórter viajou a convite da Coral

Assista ao vídeo que mostra a pintura em Salvador

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
07 de agosto de 2022
16 de julho de 2022

No Lugar Certo você encontra o que procura