Consciência ecológica

Sustentabilidade deixa de ser diferencial e pode se tornar exigência na construção civil

O conceito de sustentabilidade começa a fazer parte dos projetos de construtoras e incorporadoras em Minas. Reutilização da água da chuva e sensor de presença são algumas das ações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 31/01/2014 13:36 / atualizado em 31/01/2014 13:48 Celina Aquino /Estado de Minas
Reprodução/Internet/marisadiniznetworking.blogspot.com
Quem pensou que sustentabilidade não passaria de modismo vai se surpreender com a influência do conceito na construção civil. A adoção de práticas sustentáveis transforma a cada dia a lógica do setor e pode deixar de ser um diferencial para se tornar exigência do mercado. Planejar obras que geram pouco impacto e utilizar materiais que agridem menos o meio ambiente são medidas que começam a virar realidade para construtoras e incorporadoras em Minas.

É com bons exemplos que a Gran Viver Urbanismo espera incentivar os clientes a construírem casas sustentáveis no Condomínio Eco Casa Branca, em Brumadinho. As áreas comuns do empreendimento seguirão os conceitos de sustentabilidade, entre eles reutilização da água da chuva, valorização da luz natural, aquecimento solar, torneiras com temporizadores e ventilação cruzada, que diminui a necessidade de ar-condicionado. Além disso, a empresa idealizou uma cartilha que ensina como construir com mais consciência ecológica. “Vamos mostrar que é possível ser sustentável por meio da nossa própria iniciativa. Esperamos que isso motive os clientes a buscar o mesmo tipo de construção, agradável e bonita”, comenta o gerente comercial da Gran Viver, Deni Lamb.

AVALIAÇÃO

A cartilha é dividida em três etapas: antes, durante e depois da obra. Responsável pelo conteúdo, a engenheira Cristiane Lacerda, diretora técnica e comercial da EcoConstruct Brazil, empresa que oferece consultoria para a construção de casas sustentáveis, explica que, na fase do planejamento, é preciso estudar a dinâmica da natureza, incluindo sol, vento e chuva, e respeitar a topografia do terreno para que não seja necessário retirar muita terra nem derrubar árvores. Na hora de criar o projeto, é importante pensar em uma casa dinâmica para evitar a demolição futura de paredes.

Marcos Vieira/EM/D.A Press
Bacias com duplo acionamento elimina o desperdício de água - Marcos Vieira/EM/D.A Press Bacias com duplo acionamento elimina o desperdício de água
Na etapa seguinte, a engenheira destaca o cuidado para selecionar os materiais. “A sustentabilidade não exige nada, apenas dá diretrizes. Uma delas é escolher materiais que sejam duráveis e regionais. Você gera impacto quando vai construir sua casa, então tem que trazer desenvolvimento para a região”, esclarece Cristiane, que também sugere o uso de matéria-prima ecologicamente correta, como cimento produzido a partir de resíduo da indústria siderúrgica e madeira plástica reciclável. A diretora da EcoConstruct Brazil orienta, ainda, evitar sobra de material, que acaba entulhado num canto. É importante conferir periodicamente se há vazamentos, transformar o lixo orgânico em adubo, comprar materiais de limpeza ecológicos e escolher equipamentos com selo de eficiência energética também estão ligados à sustentabilidade.

“As pessoas que acham que a sustentabilidade não veio para ficar vão ver vários empreendimentos lançados com esse conceito ao lado delas. Elas precisam começar a projetar hoje de forma sustentável, senão serão atropeladas pela própria legislação. É como comprar carro fora de linha.”

"Ainda vemos isso como bônus, mas no futuro vai ser fator decisivo e condição para a empresa atuar no mercado. Quem não tiver essa preocupação vai estar fora do jogo" - Renato Menezes Manna, engenheiro
ESTRATÉGIA

As práticas sustentáveis da Even Construtora e Incorporadora nasceram no canteiro de obras e hoje estão presentes dentro do escritório e foram incorporadas à estratégia empresarial. A gerente de sustentabilidade, Flavia Lafraia, revela que a meta da organização é levar o consumidor a comprar imóvel com mais consciência. “Nosso objetivo a curto prazo é fazer com que o cliente nos procure pelo diferencial da sustentabilidade.” Além da escolha criteriosa do material, como madeira certificada e tintas à base de água, a Even instala bacias com duplo acionamento, sistema de aproveitamento de água de chuva, sensor de presença nas áreas comuns e aquecimento a gás. Uma novidade é deixar visíveis instalações elétricas e hidráulicas – por meio de um painel chamado shaft visitável – para que o cliente não precise quebrar paredes, gerando resíduos, na hora de fazer manutenção.

Morador de um apartamento sustentável em Nova Lima, na Grande BH, o engenheiro Renato Menezes Manna, de 29 anos, confessa que localização e preço pesaram mais na escolha que os itens ecologicamente corretos, mas ele ficou satisfeito em saber que a construtora se preocupa com o meio ambiente. “Ainda vemos isso como bônus, mas no futuro vai ser fator decisivo e condição para a empresa atuar no mercado. Quem não tiver essa preocupação vai estar fora do jogo”, analisa. Na compra do próximo imóvel Renato adianta que vai se lembrar dos itens considerados agora essenciais.

POR QUE FAZER UMA CASA SUSTENTÁVEL?
Facilitar o acesso às instalações elétricas e hidráulicas evita que o morador quebre paredes, gerando resíduos em caso de reformas e manutenção - Marcos Vieira/EM/D.A Press Facilitar o acesso às instalações elétricas e hidráulicas evita que o morador quebre paredes, gerando resíduos em caso de reformas e manutenção

» Melhor retorno do investimento devido à maior vida útil da construção e aos menores custos de operação e manutenção

» Redução dos custos de utilização e a manutenção da construção desde que sejam implementadas as medidas de eficiência hídrica e energética

» A construção sustentável valoriza a cadeia legal de suprimentos, o que contribui para as garantias e a qualidade do fornecimento, além do incentivo à economia formal que protege os profissionais envolvidos

» A construção sustentável beneficia a saúde e o bem-estar dos ocupantes devido à maior harmonia com as condições ambientais e a seleção de materiais mais saudáveis para a casa

» A construção sustentável tem uma pegada ecológica menor, sendo muito importante para a preservação da vida no planeta, reduzindo os impactos ambientais tanto na fase de obra como na fase de uso.

Fonte: Cartilha construção sustentável

Tags: sustentabilidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
15 de julho de 2018