Cabana para acampar no topo de montanhas é destino preferido de viajantes na Itália

Isolada nas alturas em uma paisagem exuberante nos Alpes Giulie, construção é ideal para uma pausa longe de tudo e de todos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/02/2014 14:19 Joana Gontijo /Lugar Certo
© Flavio Pesamosca/Divulgação
Localizada no cume das montanhas na Itália, esta cabana de acampamento pretende oferecer abrigo para caminhantes, alpinistas, turistas ou qualquer um que queira descansar quando estiver lá em cima. Como um refúgio para viajantes e amantes da natureza isolado em meio a uma paisagem de rica beleza, a simpática habitação foi construída no ano passado. Elevada a 2.531 metros acima do nível do mar, está instalada nos Alpes Giulie, na crista do Foronon Buinz, no Montasio ao longo da trilha Ceria-Merlone, na comuna de Udine.


O projeto assinado pelo arquiteto Giovanni Pesamosca foi especificado nesta região para lembrar o fotógrafo e montanhista italiano Luca Vuerich que, como guia, realizou cerca de 600 subidas nos alpes e inaugurou 30 novas rotas nos Giulie. Considerado um alpinista de ponta no panorama internacional, ele faleceu aos 34 anos, em janeiro de 2010, vítima de uma avalanche ocorrida enquanto escalava uma cascata congelada nas montanhas perto de Tarvisio.
© Flavio Pesamosca/Divulgação
A estrutura em madeira pré-fabricada modular contém nove camas e foi erguida em apenas um dia, com o auxílio de helicópteros para o transporte dos materiais e a mão de obra de 12 pessoas - depois de uma boa noite de descanso, a equipe finalizou o acabamento e o revestimento. Sustentada sobre seis pilares de concreto circular apoiados na camada rochosa, a casa foi comissionada pela família de Luca Vuerich em conjunto com o Socorro Alpino da Caverna do Predil.

Confira a galeria da casa considerada a mais isolada do planeta

Com o formato que lembra uma capela, o acampamento foi planejado para suportar cargas pesadas de neve que pode ser armazenada durante o inverno, quando a cabana fica praticamente toda submersa pelos três lados menos expostos ao sol, ao mesmo tempo em que deixa aparecer o acesso virado ao sul, ao decorrer do dia, por causa propriamente da luz solar.
© Flavio Pesamosca/Divulgação
Com área de 16 metros quadrados, o abrigo foi pensado e fabricado a partir do sistema construtivo de painéis x-lam (a empresa Diemmelegno forneceu a expertise necessária), com abeto vermelho local, sendo que cada elemento foi produzido e cortado sob medida com máquina especial. Depois que o projeto foi concluído e a casca da cabana (composta por 30 painéis x- lam, três treliças e a base principal em madeira de lariço) ficou pronta, teve início a etapa de logística para proporcionar o transporte das paredes e diversas peças (todas numeradas e prontas para montagem), além da chegada da força de trabalho. Em um único dia, 18 viagens aéreas levaram toda a matéria-prima, e os arremates finais aconteceram na manhã seguinte.
© Flavio Pesamosca/Divulgação
Desde que foi apresentado ao público, o acampamento se tornou destino obrigatório e roteiro muito procurado pelos aficionados com as grandes alturas. Tanto durante o rigor do inverno como nas épocas mais quentes do ano, agrada os aventureiros como um recanto seguro, calmo e protegido, incrustado na montanha e agraciado pela beleza do silêncio ao redor, quebrado apenas pelo som dos pássaros e do vento.
© Flavio Pesamosca/Divulgação

Tags: itália

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Elaine - 12 de Fevereiro às 15:20
Gostaria de estar lá agora!

Últimas Notícias

ver todas
13 de dezembro de 2018
06 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura