Moradias temporárias

Empresas hoteleiras buscam cada vez mais atrair o cliente chamado mensalista

Uma nova oportunidade de negócios começa a ganhar mais atenção das redes hoteleiras: o sistema 'long stay', que consiste em conseguir conquistar hóspedes moradores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 04/01/2015 08:00 / atualizado em 02/01/2015 16:51 Silas Scalioni /Estado de Minas
SXC.hu/Banco de Imagens
Por motivos variados, como mudança de local de trabalho, reforma residencial ou profissionais em viagens mais demoradas, os hotéis vêm se tornado uma opção de residência temporária. Aproveitando essa tendência, empresas hoteleiras estão buscando cada vez mais atrair o chamado mensalista. Em Belo Horizonte, uma rede que tem atuado com esse foco é a Vert Hotéis, que conta com sete empreendimentos operando em quatro estados, e que na capital destaca o e.Suítes Sion como ideal para hóspedes que pretendem permanecer na cidade por mais tempo.

De acordo com o gerente nacional de Vendas e Marketing da Vert Hotéis, Bruno Guimarães, o hotel é opção interessante para esses hóspedes por causa da infraestrutura oferecida, que leva toda comodidade a ele, além da tranquilidade do bairro onde se localiza. “Trabalhamos com o resgate da hotelaria essencial, ou seja, camas confortáveis, chuveiro de primeira, iluminação e ambientação adequadas e as conectividades necessárias à vida moderna. São diferenciais que atendem àquilo que as empresas, que buscam alugar espaços aos seus funcionários, procuram”, destaca, citando como exemplo uma empresa de São Paulo que migrou todos os seus empregados para a sede, agora em Belo Horizonte, e que durante o período de adaptação deles utilizou o hotel por três meses pelo sistema, também conhecido por long stay, como mensalista.

Bruno Guimarães, da Vert Hotéis, diz que a rede trabalha com o resgate da hotelaria essencial - Vert Hotéis/Divulgação Bruno Guimarães, da Vert Hotéis, diz que a rede trabalha com o resgate da hotelaria essencial
Com 20 empreendimentos sob sua gestão e com foco principal nos mercados de BH e Rio de Janeiro, a rede Promenade acredita que as empresas vêm buscando mais o long stay como forma de redução de custos. “O oferecimento dessa modalidade vem proporcionando a elas a oportunidade de alocar com segurança executivos que participam de projetos em outras cidades, amenizando seus gastos com deslocamentos”, revela Diogo Affonso, diretor comercial da rede. Antes, o mercado mensalista girava em torno daqueles que se mudavam para outras cidades. Agora, as empresas alocam por períodos – que variam de uma semana a três meses –, para executivos focados em programas específicos na cidade, como um gerente que vem acompanhar, em BH, um projeto de mudança em processos de gestão da sua empresa”, exemplifica.

Segundo ele, as empresas reconhecem que a qualidade de vida do executivo resulta em melhores frutos no trabalho. Nos hotéis ou apart-hotéis, os hóspedes desfrutam da união da privacidade de uma residência com os serviços de hospedagem em ambiente menos movimentado, arrumação básica, café da manhã e estacionamento com manobrista. “A localização desses empreendimentos também tem tudo a ver com o público-alvo. Podem ser localizações privilegiadas em relação aos centros de negócios e também em bairros residenciais que oferecem tranquilidade”, ressalta Diogo Affonso.

DEPOIMENTOS: João Victor Reis, coordenador administrativo

“Vim para BH transferido e fiquei hospedado no e.Suítes por 45 dias. Achei a opção de morar em um hotel muito boa, pois facilita bastante a vida nesse período de adaptação. Os serviços oferecidos são um conforto a mais, especialmente para quem conta com tempo tão escasso.”
SXC.hu/Banco de Imagens

Tags: moradia

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
25 de setembro de 2018
23 de setembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura