Visita virtual

Tecnologias facilitam escolha na compra do imóvel

Aplicativos ganham espaço no mercado imobiliário, auxiliando a escolha e o uso dos imóveis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/12/2015 14:59 / atualizado em 21/12/2015 17:30 Carolina Cotta /Estado de Minas
A Patrimar usa a realidade aumentada para mostrar seus empreendimentos, como o Edifício Manhattan - Patrimar/Divulgação A Patrimar usa a realidade aumentada para mostrar seus empreendimentos, como o Edifício Manhattan
O uso da internet para procurar o apartamento dos sonhos, conferir suas características por meio das fotos e checar sua localização está disseminado. A evolução natural dessas facilidades seriam os aplicativos e eles já estão à disposição não só antes de concretizar a compra, mas também durante e depois. Segundo Cássia Ximenes, vice-presidente da Câmara do Mercado Imobiliário (CMI/Secovi-MG), a globalização da informação permitida pelas redes representa uma revolução para o comportamento social. “O consumidor ficou imediatista. Ele quer a informação na ponta dos dedos, a qualquer hora. Quer ver o imóvel em fotos e vídeos onde estiver. Hoje, a visita física só ocorre depois de uma visita virtual, e isso serve para imóveis novos e usados, seja qual for a classe social.”

A incorporação da tecnologia na venda de imóveis foi gradativa, mas não há volta. O mercado tem que identificar as mudanças e novas demandas do consumidor. A preocupação com a localização, por exemplo, fez a apresentação por mapas se tornar uma realidade. Entre as tecnologias mais recentes adotadas por imobiliárias e construtoras, Cássia destaca o Periscope, que permite gravar e transmitir vídeos ao vivo. “Hoje, além do bom produto, temos que entregar uma boa informação sobre ele. E não dá mais para desvincular o conteúdo da forma”, defende. O Grupo Patrimar, por exemplo, tem recorrido à realidade aumentada para mostrar seus empreendimentos.

A sobreposição de várias imagens dos empreendimentos permite ao usuário navegar pelo apartamento, visualizando em 360°, como se estivesse dentro da imagem. “Mais do que assistir a uma imagem ou vídeo, o potencial comprador pode simular uma visita interna ao empreendimento, imaginar de forma mais detalhada como ficariam os móveis e a decoração, por exemplo. É uma experiência muito mais completa e detalhada”, explica Lucas Couto, diretor Comercial e de Marketing do Grupo Patrimar. Para o executivo, as pessoas têm menos tempo para tudo e a tecnologia vem para auxiliar. Se por um lado essa visita virtual prévia tira interessados dos estandes, por outro ela já filtra o comprador em potencial. “Quem vai já está impactado pelo empreendimento.”

FACILIDADES A construtora investiu também em aplicativos que facilitam a vida dos moradores, caso do ‘Patrimar Access’. A ferramenta gratuita tem diversas funcionalidades como consultas e reservas de datas nos espaços comuns; chegada segura; acesso às notícias e atas do condomínio; mensagens do síndico e classificados de vizinhos; descontos e promoções de empresas conveniadas e prestadores de serviços; notificação à portaria da chegada de visitantes, mercadorias e prestadores de serviços; cadastro mobile dos moradores e veículos para fácil consulta do porteiro na triagem de pessoas autorizadas e definição de horários em que os funcionários estão autorizados a entrar na residência.

Tags: internet tecnologia aplicativos mapas periscope imóveis mercado imobiliário

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
15 de julho de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura