Para evitar dor de cabeça

Conheça 16 pontos que devem ser considerados na compra ou aluguel

Da vizinhança aos armários, é importante ficar atento aos mínimos detalhes antes de comprar ou alugar um imóvel, novo ou usado, para evitar problemas e gastos que não estavam planejados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 18/06/2016 08:58 Gustavo Perucci /Estado de Minas
Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press
Procurar um imóvel, novo ou usado, para compra ou aluguel, já não é tarefa fácil. Além de ser uma decisão importante, que vai definir muito sobre a vida da pessoa, dúvidas pairam sobre a cabeça antes de finalizar o negócio. Investir em um apartamento na planta ou mais antigo? E se for uma casa? Se for partir para o aluguel, quais fatores levar em conta? E a residência dos sonhos pode se tornar um pesadelo se o comprador/inquilino não ficar atento a detalhes que, em um primeiro momento, passam despercebidos.

Evitar dor de cabeça e gastos desnecessários. Essas são as grandes vantagens de ficar atento a detalhes que vão desde a vizinhança ao estado da rede elétrica do imóvel. “Ao comprar ou alugar um apartamento, por exemplo, um dos pontos importantes a se observar é o comércio local. Você deve ter acesso a padaria, mercado, farmácias, postos de gasolina. É bom estar próximo a locais que oferecem um certo conforto no dia a dia”, sugere Vinícius Araújo, vice-presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Minas gerais (Creci-MG).

O dirigente indica que fazer mais de uma visita ao imóvel é essencial para ter uma real noção das condições fora e dentro dele. Passear nos entornos de onde se pretende morar em dias e horários diferentes é importante para ver o movimento. “Se tem muitos bares e casas noturnas próximos, você não vai conseguir saber qual o nível de barulho se for visitar o local somente de dia”, esclarece Araújo. Buscar conversar com moradores da rua, prédio ou arredores é outra dica que ajudará ao interessado entender questões como segurança, tráfego de veículos, atuação de órgãos públicos na região e limpeza das vias, por exemplo.

“É extremamente importante checar todo o funcionamento de portas, torneiras, armários, banheiros, registros... Com isso você irá comprar ou alugar o imóvel sabendo o que você está fazendo, se será preciso reformar ou trocar um ou outro item ou negociar com o proprietário as melhorias antes de pegar as chaves”, completa.

Localização, vizinhança, estrutura da casa ou do prédio, infiltrações, rede elétrica e hidráulica, cupim, necessidade de reformas... São muitos pontos a serem observados. “A elétrica, por exemplo, é um pouco mais difícil verificar quando o imóvel está vazio, pois, geralmente, a energia estará desligada. Mas é bom constar em contrato que a situação está em perfeito estado para sua segurança. No último caso, chame um eletricista de confiança para dar uma geral antes de fechar o negócio”, explica Araújo.

Ao comprar ou alugar um apartamento,  um dos pontos importantes a se observar é o comércio local - Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press Ao comprar ou alugar um apartamento, um dos pontos importantes a se observar é o comércio local
NA PLANTA Se a decisão for comprar um imóvel na planta, checar o histórico e a confiabilidade da empresa e acompanhar a obra com frequência, sempre em contato com os responsáveis, é o recomendado. Buscar conversar com moradores de empreendimentos mais antigos da construtora, segundo Araújo, também é uma opção para afastar qualquer medo em relação à entrega.

Para ajudar na importante decisão que é escolher o seu lar doce lar, o Estado de Minas listou alguns detalhes que devem ser observados ou levados em consideração.


FIQUE DE OLHO
O que observar antes de comprar ou alugar um imóvel residencial

1. LOCALIZAÇÃO
Após se interessar por algum imóvel, o recomendado é dar uma volta pela vizinhança para observar a rede de serviços e comércio disponíveis nos arredores. Ter padarias, mercados, bancos, postos de gasolina, entre outros, próximo de casa garantem conforto no dia a dia.

2. MOVIMENTO
Antes de fechar o negócio, observar o movimento da rua e redondezas é essencial. Tráfego muito intenso, ônibus passando na rua e vida noturna agitada podem se tornar um transtorno. Se o imóvel estiver pronto, é bom abrir as janelas e prestar atenção se o nível de ruído está dentro do seu limite. Para isso, o recomendado é visitar a vizinhança em horários e dias diferentes.

3. PESQUISE
Procure conversar com que já mora na rua ou vizinhança, para saber como é o cotidiano do local. Feiras de bairro e fechamento de ruas durante o fim de semana, dependendo da sua expectativa, podem influenciar na decisão da compra ou aluguel. Questões como segurança, policiamento, obras públicas, barulho, entre outros, devem ser abordados. Em condomínios, pergunte sobre problemas do prédio, se alguma obra foi realizada ou está prevista.

4. TRANPORTE PÚBLICO
Mesmo quem possui automóvel deve se inteirar sobre a rede de transporte público da região. Uma boa cobertura de linhas de ônibus ou metrô próximos à residência pode fazer a diferença no conforto, tanto para quem depende deles no dia a dia quanto para quem, esporadicamente, precisar.

5. CONSTRUÇÃO
Se adquirir o imóvel na planta, acompanhar a construção do início ao fim é essencial. Construtoras, além de prazo de entrega, fornecem ao cliente um cronograma da obra. Visite com frequência todas as etapas, da estrutura ao acabamento, converse com os engenheiros responsáveis e apontem o que não estiver ao contento. Com isso, você se livrará de surpresas ao entrar no imóvel. Em apartamentos e casas usados, observar rachaduras e infiltrações nas paredes, pilastras e vigas e conversar com o síndico ou proprietário sobre qualquer problema pode evitar dores de cabeça.

6. MANUTENÇÃO E LIMPEZA
Observe como é feita a limpeza e a manutenção das áreas comuns dos edifícios usados. Nos novos, participe das reuniões de condomínio para garantir um serviço de boa qualidade. Se informar sobre a limpeza da rua e dias de coleta de lixo também é importante.

7. SAÚDE FINANCEIRA
Tenha atenção quanto à saúde financeira do condomínio para evitar surpresas com cotas extras, inadimplência e obras. Procure o síndico do edifício para saber se existe alguma pendência do imóvel e se o edifício planeja alguma reforma que possa gerar despesa inesperada. Antes de comprar ou alugar, saber se a taxa de condomínio é a mesma que a informada no anúncio e se o prédio possui fundo de reserva é importante para evitar surpresas.

8. SOL
Uma boa incidência de raios solares é garantia de residência mais saudável, menos úmido e sem mofo. Observar o imóvel pela manhã e à tarde ajudam a ter uma melhor noção do comportamento do Sol no local. Iluminação, temperatura e ventilação variam de pessoa para pessoa, mas é importante saber se a condição cumpre com suas expectativas. Na área de serviço, por exemplo, faz toda a diferença ter ou não uma boa incidência de raios solares.

9. MADEIRAS
Observe bem o piso, as portas e os armários: se houver acúmulo de pó, principalmente de madeira, é indício de cupim. Claro que cupins não costumam ser impeditivos se você gostar do imóvel, e existem tratamentos para livrar a madeira de cupim. No pior dos casos, é necessário avaliar a condição dos itens para não se assustar com o gasto para trocá-los.

10. PORTAS, JANELAS E ARMÁRIOS
Abra e feche todas as portas, janelas e armários. Mexa em tudo para checar se está tudo funcionando. Em imóveis novos, é uma obrigação esses itens estarem em perfeito estado. Nos usados, qualquer problema pode ajudar na negociação ou a prever gastos futuros.

11. ELÉTRICA
Normalmente, a energia está desligada em imóveis vazios. Por isso, se garanta no contrato, pedindo que seja colocado no documento que a parte elétrica do imóvel está em boas condições e que, em qualquer problema, o antigo proprietário se responsabilizará pelo conserto. Uma dica é verificar o quadro de luz, tomadas e interruptores e observar se existe algum resíduo de superaquecimento, manchas escuras, fios retorcidos ou com isolamento danificado. Outro ponto importante: imóveis antigos podem não estar preparados para receber a demanda de aparelhos eletroeletrônicos utilizados atualmente. No último caso, e se for da sua preferência, peça para um profissional de confiança fazer uma avaliação mais detalhada.

12. HIDRÁULICA
Acione torneiras, chuveiros e válvulas do imóvel para observar o funcionamento do encanamento. Se a água sair com coloração avermelhada ou turva, provavelmente é da tubulação antiga ou da falta de manutenção do reservatório de água. Em imóveis novos, a regra é a mesma, só que a atenção deve ser focada em algum possível entupimento de ralos e canos. Veja se a água do chuveiro, das pias e tanque é escoada com facilidade.

13. INFILTRAÇÕES
Em imóveis novos, a detecção de infiltrações, infelizmente, só virá com o uso. Mesmo assim, as construtoras são responsáveis por alguma falha de execução da obra e devem arrumar qualquer tipo de problema que surja. Nos usados, podem ser facilmente detectadas pela cor escura que paredes e teto apresentam. Claro que o proprietário pode maquiar as infiltrações. E a dica é a mesma: se garanta no contrato de compra e venda. Quem aluga pode ficar mais tranquilo, pois a responsabilidade é do locatário. Na cozinha e banheiros, cheque os azulejos ou porcenalatos do piso e parede. Se estiverem estufados para fora ou soltos, é sinal de infiltração.

14. PREFEITURA E POLÍCIA
Segurança é algo que preocupa toda a população. Durante a visita, observe a forma como foi abordado na portaria e a facilidade de acesso ao edifício. Câmeras de segurança, cerca elétrica e funcionamento do portão da garagem são itens que asseguram maior tranquilidade. O estado de cada um deles deve ser observado. Procure informações na polícia sobre os índices de crimes na vizinhança. Com a prefeitura, é possível saber de obras previstas nos arredores e outras informações úteis.

15. CORRETOR
Mais que um intermediador, o corretor é uma garantia de que a negociação correrá bem, sem nenhum susto ou problemas. Este profissional é corresponsável por todas as informações fornecidas sobre o imóvel. Verifique a situação dele junto ao Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de Minas Gerais (Creci-MG) e peça referências.

16. NA PLANTA
Todo cuidado é pouco ao se adquirir um imóvel na planta. Dê preferências a empresas sólidas, transparentes e de boa reputação. Checar com moradores de outros empreendimentos da construtora sobre problemas no recebimento das chaves e documentação pode ser um bom norte. Também é possível verificar se a empresa está em dia com suas obrigações trabalhistas e com fornecedores por órgãos responsáveis. Pesquisar sobre a construtora e ter atenção a todos os documentos como prova da propriedade do terreno, o projeto de construção aprovado pela prefeitura, o cálculo exato da área do imóvel e a descrição do acabamento e material utilizado na construção é essencial para fugir de qualquer enrascada. Acompanhe todos as etapas da obra e mantenha contato constante com os responsáveis.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
13 de dezembro de 2018
06 de dezembro de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura