Comentários
600
Fluxo de organização

Dicas: 3 passos para ensinar seu filho a ser mais organizado em casa

Seja o modelo que seus filhos precisam para aprenderem a se organizar; confira dicas essenciais para este processo com a colunista Adriana Zoni

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 25/07/2022 15:27


A organização deve reduzir custos de manutenção da casa. / Foto: Freepik - A organização deve reduzir custos de manutenção da casa. / Foto: Freepik

 

Que tal aproveitar o restinho das férias e colocar a criançada com a mão na massa? Essa pode ser uma excelente atividade para a última semana de descanso, se e somente se, a família tiver (ou criar) esse hábito para que realmente faça sentido para todos. Pode ser o início para a organização do segundo semestre.

É comum as pessoas atribuírem a culpa da desorganização que as incomoda a outras pessoas e nunca a si mesmas. Uma vez o marido é o vilão da história, em outras a esposa é que puxa a fila da bagunça e até os funcionários da casa levam o troféu de “mais bagunceiros deste lar”! 

Na verdade, a organização é resultado de vários fluxos no ambiente que precisam funcionar a partir de um método e serem conectados para que façam a engenhoca rodar perfeitamente. Em outras palavras, todo mundo precisa fazer a sua parte e alguém tem que assumir o papel de líder.

Além disso, bons resultados na organização de um lar podem ser comparados à uma gestão de sucesso no mundo corporativo.

A organização deve reduzir custos de manutenção da casa em geral, valorizar o trabalho em equipe e conservar melhor os bens evitando gastos desnecessários. A bonança pode vir em forma de mais tempo livre e menos brigas em família, viagens anuais extras e outros benefícios a escolher. Mas perceba, o sucesso dessa empreitada vai depender sempre do tripé: método, treinamento e constância.
 
A organização é resultado de vários fluxos no ambiente. / Foto: Freepik - A organização é resultado de vários fluxos no ambiente. / Foto: Freepik
 

Para cada problema, uma solução diferente

É importante identificar a raiz da desordem para tratá-la adequadamente e aí todo o resto será resolvido de forma fluida. Corrigido o erro da base, o treinamento deve ser dado a todos os membros da família, sejam eles adultos, crianças ou adolescentes. E finalmente, a repetição da ação é que vai fazer com que essa nova rotina se transforme em um hábito.

Siga o líder! Por isso é essencial que alguém assuma a coordenação da jornada e a equipe aprenda o método para que cada um faça sua parte na engrenagem da casa.

Agora que você já tem alguns conceitos sobre organização e conhece a importância de dar um bom exemplo a toda a família, junte a meninada e organize seus espaços respeitando as individualidades e a autonomia de cada um.

Uma criança de 1 ano não tem condições ainda de arrumar a própria cama, mas já pode dar conta de guardar alguns brinquedos de forma orientada e embalada a canções que aticem o hábito de guardar. 

Você já deve ter ouvido músicas que estimulem o sono, deixam mais leves a hora do banho e das refeições, não é? Pois saiba que o mercado fonográfico também tem canções que ajudam a ensinar organização para crianças. Use e abuse desse artifício!

Mas se mesmo assim você ainda tem dúvidas de como incluir seus filhos nessa tarefa. Siga esse fluxo:

Fluxo de organização

1- Faça uma revisão de todo o conteúdo do ambiente, sempre com a ajuda da criança. Se forem brinquedos, tire todos das caixas, gavetas e até os que ficam guardados no maleiro. No caso de roupas vale a mesma regra: tem que verificar uma a uma.Analise cada um, doe os que não estão mais sendo usados, descarte os que se quebraram e categorize tudo o que sobrar após esse “pente fino”.

2- Carrinho com carrinho, bola com bola. Guarde cada grupo em locais separados. Assim, sempre que a criança cansar de uma atividade, estimule a guardar os brinquedos no local certo e só então disponibilize outros para o próximo turno.

3- Identifique as caixas para que você possa ensinar e cobrar a participação da criança neste processo, respeitando é claro, a capacidade de cada faixa etária. Mas não subestime os pequenos! Se bem supervisionados eles podem começar cedo no caminho de sucesso da organização.

Repita esses hábitos diariamente em todas as ações com seus filhos. Crie as regras e exija que sejam cumpridas. Acabou a brincadeira? Só pode pegar novo brinquedo depois que guardar aquele que não quer mais. Terminou de almoçar? Retire o prato da mesa e leve para a cozinha. Já tomou banho? Recolha a toalha do quarto e coloque no banheiro. Chegou da escola? Guarde a mochila no local combinado.

A necessidade provoca uma ação e a repetição cria o hábito. Mas nunca se esqueça: aprenda para ensinar e seja o exemplo para seus filhos. Como dizem que dizia Confúcio: “a palavra convence, mas o exemplo arrasta”.

Gostou deste conteúdo? Leia também como a organização caminha lado a lado da economia.
 
 

Adriana Zoni

Adriana Zoni é graduada em Relações Públicas, especializada em Gestão da Informação, com passagem pelo Design de Interiores, e Personal Organizer dá Bee Organiza (@beeorganiza) desde 2015 em BH e arredores. Casada, mãe de uma criança esperta e um adolescente corajoso, uso a criatividade para entender o mundo, escrever histórias e otimizar espaços. Nascida desorganizada, mas atualmente pronta para ensinar sobre as técnicas que conquistaram meu coração e mudaram a minha vida!

Outros Artigos

ver todas
08 de agosto de 2022
25 de julho de 2022
11 de julho de 2022
27 de junho de 2022
13 de junho de 2022