Móveis sob medida

Móveis na medida certa

Mobília feita por encomenda se popularizou. Praticidade é uma vantagem, mas serviço precisa ser feito por profissional qualificado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/10/2011 13:54 / atualizado em 03/10/2011 14:00 Júnia Leticia /Estado de Minas
Planejamento do espaço de cada item é fundamental para garantir o resultado esperado. Contratação de mão de obra especializada ajuda a evitar erros na execução - Eduardo Almeida/RA Studio Planejamento do espaço de cada item é fundamental para garantir o resultado esperado. Contratação de mão de obra especializada ajuda a evitar erros na execução
Com a tendência no mercado da construção civil de imóveis cada vez menores, a decoração de ambientes se transformou em uma atividade ainda mais difícil. Além disso, os consumidores estão mais exigentes, priorizando materiais de qualidade. Tais mudanças têm influenciado os negócios do setor moveleiro, que busca a diversificação de matérias-primas e apresenta um crescimento acelerado da demanda por móveis sob medida.

A designer de ambientes Fernanda Berni reconhece que a grande oferta de apartamentos cada vez menores tem incentivado o crescimento da procura por esse tipo de mobiliário. “A demanda por móveis sob medida vem crescendo muito nos últimos anos”, afirma.

Por ser produzido nas dimensões adequadas e com desenho exclusivo para as necessidades dos moradores em um determinado ambiente, as opções sob medida permitem melhor utilização dos espaços, como explica a arquiteta Giselle Madeira. “A vantagem de se optar por um móvel sob medida é a organização espacial e funcional do ambiente.” O primeiro ambiente da casa a demandar esse tipo de mobiliário foi a cozinha. A partir daí, ele invadiu outros cômodos. “Toda casa ou apartamento precisa de móveis adaptados para a cozinha em seus espaços, sob e sobre bancada. E, para um aproveitamento maior, os planejados se encaixam em mínimos espaços”, comenta Giselle.

Para a arquiteta Giselle Madeira, móveis para eletrônicos e outros itens possibilitam aproveitar os mínimos espaços da casa - Eduardo Almeida/RA Studio Para a arquiteta Giselle Madeira, móveis para eletrônicos e outros itens possibilitam aproveitar os mínimos espaços da casa
Mas não é só o crescimento do mercado imobiliário que oferece apartamentos nos quais centímetros quadrados valem ouro, o grande motivo para o aumento do interesse por esse tipo de mercado. Há, também, a exclusividade que cada pessoa deseja ter em casa. “Com móveis que se adaptam em seus espaços e são personalizados, com a cara do morador e as suas necessidades”, diz Giselle.

De olho nesse mercado, lojistas e fábricas começaram a disponibilizar mais opções de tamanho e acabamento, como verifica Fernanda Berni. “Algumas lojas chegam a oferecer, além das opções previstas, a possibilidade de uma medida que antes só era possível em marcenarias”, comenta.

Fernanda Berni, designer de ambientes - Eduardo Almeida/RA Studio" title="Eduardo Almeida/RA Studio" /> "Algumas lojas chegam a oferecer a possibilidade de uma medida que antes só era possível em marcenarias" - Fernanda Berni, designer de ambientes
Uma dessas empresas é a Sava Móveis, que chega a produzir 850 peças por mês. De acordo com o diretor-comercial Rafael Mendes depois de escolher a peça na loja o cliente é quem determina o tamanho, o tecido e a cor. O consumidor pode, ainda, comprar o tecido de sua preferência, em uma casa especializada, e levar para a empresa revestir a peça escolhida. O objetivo de se apostar em móveis sob medida foi atender a demanda dos profissionais de decoração e do próprio mercado, conforme o diretor-administrativo e financeiro da Sava, Bruno Guerra. “As boas empresas do ramo só trabalhavam com medidas padrão. Quando precisavam de móveis personalizados, tinham de recorrer a pequenas estofarias ou marcenarias.”

OUTRO LADO

O resultado do investimento de diversos profissionais que apostaram no segmento é proporcionar ao consumidor peças que satisfazem inteiramente as suas necessidades. “A peça foi produzida de acordo com o gosto dele e com as dimensões mais adequadas, além de ser única, exclusiva”, diz Fernanda Berni. De acordo com ela, o custo de tantas vantagens seria um preço um pouco superior e um prazo de entrega maior em comparação com os móveis padronizados.

Giselle Madeira reconhece as vantagens do sob medida, mas lembra que, justamente por serem projetados para determinados espaços, em caso de mudança, alterações de posição são inviáveis. “A desvantagem é que seu leiaute (distribuição dos móveis no ambiente) não terá muitas chances de se modificar, sendo que o móvel sob medida ficará sempre no lugar para o qual foi projetado.”

Tags: medida

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
21 de julho de 2019
08 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura