Decoração para gêmeos

Chegada simultânea de dois bebês é desafio para a composição do quartinho

Arrumar espaço para berço, banheira, trocador, cadeira para amamentar, armário... Mas e quando o presente vem em dobro?

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 10/08/2012 10:49 Da Redação /CorreioWeb
Divulgação

A chegada de um bebê é um acontecimento que mexe com a família. Os meses de gestação são de preparativos e muita espera. A decoração do quarto, então, é um capítulo à parte para a futura mamãe. Arrumar espaço para berço, banheira, trocador, cadeira para amamentar, armário... Mas e quando o presente vem em dobro? Além do berço extra, o quarto vai ter que comportar duas personalidades e que podem nem ser do mesmo sexo.


O ideal é decorar o quarto com tons neutros, muito bege, e colocar as cores nos detalhes. O que as pessoas procuram são quartos aconchegantes. "A era dos cômodos temáticos já passou", afirma a arquiteta Renata Dutra. A fim de respeitar a
Este espaço também concebido para o casal de gêmeos. Em tons pastel, para dar mais suavidade ao quarto, foram feitos dois ambientes em um só. O charme fica por conta da cantiga de ninar. O cravo brigou com a rosa na parede. Projeto de Juliane Moi - Divulgação Este espaço também concebido para o casal de gêmeos. Em tons pastel, para dar mais suavidade ao quarto, foram feitos dois ambientes em um só. O charme fica por conta da cantiga de ninar. O cravo brigou com a rosa na parede. Projeto de Juliane Moi
individualidade dos gêmeos, o quarto deve ser bem dividido, mas sem barreiras físicas. Colocar o nome de cada um no berço não é indicado. Segundo a arquiteta Juliane Moi, isso pode passar a ideia de que os pais precisam de ajuda para identificar as crianças. "Fica melhor apostar em elementos decorativos diferentes para cada bebê", explica.

E mesmo as cores não são fixas. O rosa e o azul continuam muito usados, mas vai pelo gosto dos pais. Alguns escolhem tons de vermelho, laranja, amarelo e muito lilás. "Não importa a cor, mas é bom que seja em um tom mais suave para tranquilizar os bebês e deixar as misturas mais fortes para a área onde as crianças vão brincar, para estimular o desenvolvimento", afirma Juliane. Se os gêmeos forem do mesmo sexo, uma boa saída é manter uma cor para dar unidade ao quarto e brincar com as estampas para diferenciar os lados do quarto. "Para meninas, dá para usar estampa de poá, listras e florais, e para meninos, xadrez, listras e tecidos lisos. É preciso criar uma harmonia para que o quarto não fique parecendo dois em um", explica o arquiteto Gui Rodrigues.

A iluminação também faz diferença. Se muito forte, pode irritar os bebês e, se muito fraca, a mãe não enxerga bem na hora de
A suíte dos gêmeos foi projetada para atender as necessidades de um casalzinho. De um lado, a cor rosa domina o ambiente com papel de parede; quadro temático e móveis coordenados com kit berço. Bonecas e adornos foram desenvolvidos para complementar a decoração. Do outro lado, predomina o azul, com toques elegantes e modernos. Projeto de Gui Rodrigues - Divulgação A suíte dos gêmeos foi projetada para atender as necessidades de um casalzinho. De um lado, a cor rosa domina o ambiente com papel de parede; quadro temático e móveis coordenados com kit berço. Bonecas e adornos foram desenvolvidos para complementar a decoração. Do outro lado, predomina o azul, com toques elegantes e modernos. Projeto de Gui Rodrigues
trocar as fraldas ou amamentar. "A luz deve ser suficiente para que a mãe possa checar os bebês à noite sem acordá-los. Então, optar por uma iluminação indireta é o melhor a fazer", esclarece Renata. Gui conta que lâmpadas de LED são bastante usadas nesse tipo de projeto. "São mais econômicas e suaves, e podem ficar ligadas a noite inteira para criar um clima aconchegante", explica. Mesmo assim, pode ser usada uma lâmpada central para atividades que precisem de mais luz.

O fator mais importante é a circulação do cômodo. Com dois bebês, a mãe vai precisar de muito espaço pegar as crianças, trocá-las e amamentá-las sem esbarrar em nada. "O ambiente espaçoso também ajuda a dar uma individualizada na área de cada um", explica Juliane. O ideal é separar bem os berços. Se juntos, além de dificultar a mobilidade dos pais, o choro de um pode acabar acordando o outro. Alguns berços podem inclusive ser transformados em cama no futuro. E se o quarto é pequeno, é bom planejar com antecedência.Talvez seja o caso de fazer uma reforma para receber os novos membros da família.

Tags: decoração,

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
08 de julho de 2019
02 de julho de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura