Valorização

Veia industrial movimenta mercado de aluguel de galpões em Contagem

Donos de imóveis apostam na localização estratégica e na facilidade de acesso às principais rodovias do estado para atrair investidores à cidade na Grande BH

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 10/08/2014 08:00 / atualizado em 12/08/2014 14:57 Celina Aquino /Estado de Minas
Ramon Lisboa/EM/D.A Press
Contagem é conhecida como polo industrial de Minas Gerais. A cidade, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, atrai também empresas de menor porte, o que movimenta ainda mais o mercado de aluguel de galpões. A localização estratégica e a facilidade de acesso às principais rodovias do estado tornam o município bastante atrativo para todo tipo de negócio.

A maioria dos clientes da Carlos Imóveis são de outros estados, principalmente São Paulo. Em geral, transportadoras e empresas de logística escolhem se instalar em Contagem pela posição estratégica, bem centralizada. O que mais consideram na escolha do galpão são a estrutura física e a localização. “Pé-direito mais alto e opção de doca para carga e descarga são diferenciais para acelerar a locação. Estrutura de escritório não é tão relevante, porque dá para fazer até com divisória. Já a localização deve propiciar facilidade de acesso às rodovias”, explica o sócio-proprietário da imobiliária, Carlos Roberto Moreira de Freitas. O entorno da BR-040, Via Expressa e BR-381 são os pontos mais atrativos. Confira exemplos de galpões em Contagem.

A empresa trabalha com built to suit, tipo de contrato imobiliário em que o dono do terreno se compromete a erguer um imóvel sob encomenda, de acordo com a necessidade do futuro inquilino, apesar de ser mais raro encontrar clientes dispostos a esperar alguns meses até a obra ficar pronta. O que mais se vê são investidores em busca de uma rentabilidade atrativa, que constroem os galpões com acabamento padrão para atender um número maior de negócios e de forma mais imediata.


O diretor comercial da Sancruza, Carlos Henrique Santos, considera o mercado interessante para renda, pois oferece um dos mais altos retornos. O aluguel de um galpão em Contagem hoje gira em torno de 0,8% do valor do imóvel, enquanto no segmento residencial a porcentagem não passa de 0,5%. Para os investidores que se arriscam a comprar um terreno e construir o galpão, o retorno pode chegar a 1,3%. Outra vantagem para o proprietário do imóvel é a garantia de renda por um bom tempo, considerando que os contratos de locação de galpões costumam durar cinco anos ou mais. Santos apenas pede cautela para não cair em ciladas. “Quem tem interesse de comprar um galpão para locação deve procurar uma empresa especializada, para saber as leis do município e avaliar qual é a melhor localização. Você pode ter problemas se comprar um imóvel numa região complicada, onde só dá para alugar para um tipo de negócio.”

ALUGUEL

Carlos Henrique Santos, diretor comercial da Sancruza, considera o mercado bom para renda, já que oferece um dos mais altos retornos - Jair Amaral/EM/D.A Press
Carlos Henrique Santos, diretor comercial da Sancruza, considera o mercado bom para renda, já que oferece um dos mais altos retornos
Segundo o diretor da MG Galpões, Antônio Carlos Santiago, há muitos projetos de condomínios de galpões em Contagem. “Apesar de ter um custo elevado, torna-se mais viável. Dentro dos condomínios, os gastos são rateados na proporção do espaço que você ocupa e os pátios de manobra e as docas propiciam mais rapidez na logística”, destaca. Santiago aposta que a tendência é de que os distritos industriais se instalem nas proximidades da BR-040, em direção a Sete Lagoas. Por enquanto, a oferta e a procura se concentram mais nos bairros que circundam a CeasaMinas, como Água Branca, Arvoredo e Nacional. Caminhões e carretas podem chegar às rodovias praticamente sem passar por semáforos.

Na Grande BH, os preços de aluguel não variam muito. Para ocupar um galpão de 370 metros quadrados é preciso desembolsar, em média, R$ 3,7 mil. Contagem costuma ser mais procurada, por facilitar a acessibilidade. Santiago informa que o mercado para compra de galpões é pequeno. As empresas preferem investir o dinheiro em quem estoque antes de partir para uma sede própria. Além disso, um imóvel ocupado tende a valer mais no mercado que um vazio. A diferença pode chegar a R$ 200 mil.

Tags: aluguel

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Helder - 11 de Agosto às 07:44
O esta faltando é a Prefeitura juntamente com a Transcon melhorar o acesso e o transito perto da Tambasa. É um Caos todos os dias!

Últimas Notícias

ver todas
17 de junho de 2018