Estratégias bem-sucedidas

Top producers revelam como se sobressaem nas vendas de imóveis

Corretores que se destacam no mercado imobiliário contam o que fazem para conseguir fechar bons contratos mesmo em época de crise

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 14/04/2016 11:08 Augusto Pio /Estado de Minas
A top producer Sandra Câmara não revela números, mas adianta que realizou sete grandes negociações - RE/MAX MG/Divulgação A top producer Sandra Câmara não revela números, mas adianta que realizou sete grandes negociações
Uma das profissões mais antigas é a de corretor de imóveis, também conhecido como corretor imobiliário.´É aquela pessoa que intermedeia, durante a transação de um imóvel, a relação comercial entre o vendedor e o cliente comprador. Portanto, tem a função de disponibilizar as informações necessárias para que a venda do imóvel, urbano ou rural, seja negociada entre o comprador e o vendedor. Há no mercado vários tipos de corretores e um deles é o top producer – é assim que os corretores acima da média são chamados nos EUA –, aquele que consegue efetuar grandes vendas e, consequentemente, arrecadar boas comissões de corretagem, mesmo que o país esteja em crise.

Betânia Garcia, corretora de imóveis da franquia imobiliária RE/MAX Mix trabalha na área há mais de três anos. Ela conta que o valor bruto conseguido em comissão de corretagem em 2015 foi de R$ 200 mil. “Foram 14 negociações. Comecei a me preparar e usar estratégias para alcançar valores mais altos e me tornar uma top producer a partir de 2012. Prezo pelo bom atendimento em todos sentidos, por isso sou indicada frequentemente, o que me ajuda a obter esses resultados expressivos. Outra estratégia fundamental que utilizo, que deveria ser regra nas transações imobiliárias, é a exclusividade”, revela.

Segundo ela, com a exclusividade, o imóvel é avaliado minuciosamente para estar no valor correto de mercado e não acima, como a grande maioria dos imóveis anunciados por outras imobiliárias. “A captação em exclusividade permite também o contato frequente com o cliente vendedor e com isso entendemos melhor suas necessidades. A exclusividade garante maior eficácia na execução da atividade profissional, com planejamento específico, divulgação intensa, direcionada e permite elaborar estratégias, cujo escopo final é a satisfação plena dos clientes”, garante.

“Não me preocupo com as notícias negativas do país. Nesse período, os corretores que se deixam contaminar pelo negativismo saem do mercado e esse ramo imobiliário é maravilhoso. Ele é para pessoas fortes e não para os fracos, por isso a necessidade de nos atualizarmos com cursos e treinamentos e também oferecer sempre o melhor para o cliente, de forma a nos tornarmos referência. Ou seja, ser uma pessoa que o cliente possa confiar para solucionar seus problemas, e não alguém que lhe trará outros. Capacitar-se sempre. Esse é o caminho do sucesso”, acredita Betânia.

INOVAR Há dois anos trabalhando como corretora da franquia imobiliária RE/MAX Ouro, a top producer Sandra Câmara não revela números, mas conta que realizou sete grandes negociações, sendo que três delas foram captações de imóveis que foram vendidos. “Devemos nos preocupar em melhorar e inovar. Por isso, peço feedback aos clientes, para ver em quais pontos posso melhorar e me tornar uma referência para eles no mercado imobiliário, pois temos como objetivo final acompanhar esse cliente em todas suas futuras transações.” Outra estratégia, segundo Sandra, é buscar cursos e treinamentos. “Dentro da marca RE/MAX existe uma universidade que oferece uma série de treinamentos, capacitações e cursos que nos colocam prontos para entender esse mercado e trabalhar de acordo com as demandas exigidas e sempre atentos às necessidades dos clientes.”

Ela conta que se empenha em fazer bem o trabalho, desde as captações – que envolve produção das fotos, levantamento de dados, avaliação de imóveis na região e no mesmo perfil e precificação correta para colocação do imóvel captado com valor real de mercado, entre outros. “Ao apresentar o imóvel para o cliente busco atender suas necessidades e prioridades, considerando seu perfil, exigências e condições. Além disso, me disponho a ouvir os dois lados, fazendo a defesa de meu cliente de forma justa e que viabilize o negócio. Ou seja, reconheço e valorizo em meu trabalho que o negócio seja bom para os dois lados, do comprador e do vendedor”, ressalta Sandra.

Ela aconselha aos corretores ficar atento às oportunidades do mercado. “Que sejam cuidadosos com as pessoas de seu relacionamento, que poderão ser os principais canais para realização de negócios no mercado imobiliário. E que possamos nos atualizar sobre mudanças nesse mercado e no cenário econômico, conhecendo as boas oportunidades e as formas de viabilizar os negócios.”

Tags: corretor estratégias vendas corretores de imóveis corretores imobiliários mercado imobiliário

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
14 de agosto de 2018
13 de agosto de 2018

No Lugar Certo você encontra o que procura