Trabalho em casa com estilo

Praticidade, economia, qualidade de vida e flexibilidade de horário. Para desfrutar dessas vantagens, tem crescido o número de projetos de construção de home offices

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/02/2010 16:41 Júnia Leticia /Estado de Minas
Para garantir a beleza do escritório doméstico, instalar redes de internet sem fio é fundamental para ficar livre de cabos e tomadas - Fotos: Gladyston Rodrigues/Esp.EM/D.A.Press Para garantir a beleza do escritório doméstico, instalar redes de internet sem fio é fundamental para ficar livre de cabos e tomadas
Maior concentração durante o serviço, fugir do trânsito caótico das grandes cidades, flexibilidade de horário. Essas são algumas das vantagens de quem opta por ou tem de trabalhar em casa. Com o aumento do número desses profissionais nos últimos anos, é cada vez mais comum a criação ou adaptação de espaços que favoreçam o desenvolvimento dessas atividades em domicílio. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 15 mil pessoas trabalhavam em casa com carteira assinada em 2005. O número subiu para 29 mil em 2008. Sem carteira assinada, o número passou de 141 mil para 208 mil no mesmo período.

Mas, como transformar ambientes para que eles proporcionem bem-estar e, ao mesmo tempo, sejam ideais para que tanta gente desenvolva seu trabalho com disciplina e organização? A arquiteta e urbanista Regina Marcia Fernandino Fonseca Moura diz que o ideal é fazer um projeto, pois o dimensionamento do ambiente onde será montado o escritório é muito importante para o conforto. "A escolha da melhor localização do espaço em casa passa por garantir áreas de livre circulação entre os móveis".

Leia a continuação desta matéria:
Organização e produtividade
Como montar

Segundo a designer de interiores Andreza de Lucca Ozores, um projeto específico para o home office é bastante válido quando visa criar uma solução adequada às necessidades funcionais e do espaço disponível. "É preciso preparar a rede elétrica para comportar todos os equipamentos eletrônicos, prevendo alternativas para eventuais falhas de energia", conta.

Além disso, deve-se dimensionar a capacidade da rede elétrica em relação à quantidade de equipamentos usados, prevendo a necessidade de expansão, inclusive de conexões, conforme a designer de interiores. "Também é preciso deixar previsto um ponto elétrico para cada aparelho. Os cabos de energia devem ficar organizados e bem conectados, evitando curto-circuito".

Leia mais:
Escritório dentro de casa
Sem cara de escritório
Objetos personalizados para escritórios

Criar opções de conectividade - soluções de internet sem fio sempre que possível -, e fazer uma iluminação de boa qualidade e na quantidade correta são outros pontos levados em conta no projeto. "Boa ventilação, dimensionamento do mobiliário em função da real necessidade e dispor o ambiente priorizando a organização, praticidade e conforto são outros aspectos importantes", fala Andreza Ozores.

Para manter o ambiente organizado, de acordo com a arquiteta urbanista Alicia Rodrigues, o essencial é a separação das funções dos móveis. "As bancadas de computadores devem ser separadas das de estudo. Se necessário, diferencie a área de trabalho pintando uma parede de outra cor". Ela acrescenta que armários baixos e bancadas também servem como divisores de espaço, sem confinar ou interferir na iluminação natural.
A designer de interiores Andreza de Lucca Ozores diz que escritórios domésticos devem ser funcionais e com boa infraestrutura - A designer de interiores Andreza de Lucca Ozores diz que escritórios domésticos devem ser funcionais e com boa infraestrutura

CONFORTO

Mesmo em pequenos espaços é possível ter um ambiente que estimule o trabalho. A arquiteta Regina Moura conta que um home office pode ser instalado em uma área com, no mínimo, 1,5m x 2m. "Seria o espaço de uma bancada com gaveteiro, prateleiras de apoio e uma cadeira. Se for cômodo especifico, necessita de área mínima aproximada de 6 metros quadrados".

Independentemente do local escolhido e de seu tamanho, a designer de interiores Andreza Ozores aconselha que se dê preferência a um local bem iluminado e tranquilo, com pouca circulação de pessoas. "Se for para receber fornecedores ou clientes, escolha um local mais distante da área íntima da residência", recomenda.

Área em um estar integrado ou debaixo de escadas, halls de áreas intima, em espaços em varandas fechadas ou um dos quartos, que poderá funcionar também como de hóspedes e biblioteca, se necessário, são alguns dos locais sugeridos por Regina Moura. "Também podemos transformar quartos de serviço, depósitos ou garagens", indica a arquiteta.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600

Últimas Notícias

ver todas
20 de outubro de 2019

No Lugar Certo você encontra o que procura